Melhores indicadores 2019 opções binárias download

Falta de contratações? Expectável

Falta de contratações? Expectável
Boas, tenho visitado o sub com alguma regularidade neste mercado de transferências e é bastante visível a deceção dos nossos adeptos com as poucas movimentações do Porto no mercado e com os jogadores envolvidos nas mesmas. Muitas pessoas fazem mesmo questão de dizer que esperavam mais.
Na realidade só quem está completamente por fora da vertente financeira do clube é que pode esperar mais do que esta miséria. Eu compreendo que a malta quer saber é da bola e não de finanças, mas as duas estão muito relacionadas principalmente no que diz respeito ao calibre de jogadores que podemos contratar.
Época 18/19 (QF UCL)
Alguns dados da demonstração de resultados da época 18/19

https://preview.redd.it/fgd0e6nzpyh51.png?width=436&format=png&auto=webp&s=40261cc1ad93c9c581ba8be51a46d503394e4642

https://preview.redd.it/e4e9nez5qyh51.png?width=435&format=png&auto=webp&s=68fbf605b493c414763528706551a0476a19beff
O resultado operacional foi positivo em cerca de 24M e o resultado liquido foi de 8.5M.
Principal conclusão: a nossa estrutura de custos só é sustentável se existir uma boa participação na UCL. Os gastos com o pessoal na ordem dos 98M numa época são uma loucura para a realidade portuguesa.
Época 19/20 (Campeonato, Taça, 1/16 EL)
O relatório de contas completo para a época 19/20 só é publicado em outubro, ainda assim podemos ter em conta o do 1º semestre que é elucidativo do porquê das nossas contratações para 20/21.
Alguns dados da demonstração de resultados do 1º semestre da época 19/20
https://preview.redd.it/pplo68biuyh51.png?width=469&format=png&auto=webp&s=48a022b3613e2a01dc75006c2a51c45a8e9ecc60

https://preview.redd.it/yg566hckuyh51.png?width=464&format=png&auto=webp&s=d86656dc336ca54c6eec7d24b27232e5d52b9e7f
O resultado operacional foi negativo em cerca de 23M e o resultado líquido negativo em 51.85M. (A dimensão do impacto da falta de receita da UCL).
No 2º semestre quase todos os jogos foram disputados sem público e não existiram jogos de UCL ao longo da época, deste modo é percetivel que a receita de bilheteira sofreu uma queda significativa comparativamente a 18/19.
Os prémios da EL no 1º semestre foram de 9M, considerando que fomos eliminados nos 1/16 o total não deve ter ultrapassado os 10M que são uma fração dos 80M da época 18/19.
Embora a receita da bilheteira e das provas da UEFA tenham sido uma fração nesta última época, os gastos com pessoal não diminuíram de forma considerável (43,5M no 1º semestre). Saíram Brahimi e Herrera dois dos jogadores que auferiam mais, no entanto jogadores como Zé Luis e Uribe perto dos 30 não vieram para aqui ganhar tostões o que significa que os custos com pessoal vão descer mas ainda assim andar perto dos 85M-90M.
Um dos indicadores tidos em conta pela UEFA para o fair play financeiro é o rácio entre os custos com o pessoal e os rendimentos operacionais. De acordo com a UEFA este rácio não deve ser superior a 70%. No 1º semestre os gastos com pessoal foram de 43,5M e os rendimentos operacionais 52,5M sendo o rácio 82,8%. Tendo em conta a situação inerente ao 2º semestre é fácil de prever que este rácio deve ter piorado e é por isso que a UEFA continua a monitorizar o nosso clube.
Época 20/21
Não esperem muito deste mercado por parte do Porto. A tesouraria do clube é inexistente e a estrutura de custos está inflacionada e completamente dependente de prestações excelentes na UCL para ser sustentável. Também não se sabe se vai ser permitido público por isso as receitas de bilheteira também são incertas. Neste momento a UEFA está a fazer-nos um favor em não permitir que se compre antes de vender.
Para comprar antes de vender seria necessário aumentar ainda mais o nosso passivo através de empréstimos obrigacionistas [com juros elevados, uma vez que os nossos capitais próprios rondam os 86M negativos (muito por via do impacto de resultados líquidos negativos) representamos risco e por isso ninguém nos empresta dinheiro barato]. Seguir o rumo de sustentar o clube à base de divida ainda mais do que já está é algo a evitar ao máximo.
O clube não tem meios para fazer um bom mercado, diria que é preciso uma gestão milagrosa para evitar um downgrade considerável do plantel até ao fim do período de transferências.
O Porto vai tentar encontrar um equilíbrio entre vender uma parte dos jovens e tentar manter parte dos jogadores cruciais. Esta solução não vai agradar mas é preciso entender que não há condições para manter todas as promessas e os melhores jogadores ao mesmo tempo quando não há dinheiro.
Por último é importante dizer que entrar em renovações que envolvam subir o teto salarial para 3M ou 4M limpos para qualquer que seja o jogador (do Marega ao Alex Telles) é muito arriscado. Estas renovações comprometem uma mais valia significativa numa venda em detrimento de uma venda por valores insignificantes no futuro, inflacionam a nossa estrutura de custos e consequentemente enterram-nos no fair play financeiro.
submitted by tallicahet81 to fcporto [link] [comments]

Enfiei o dedo no cú e o que encontrei me deixou surpreso! (Spoiler: Posso ter câncer)

Antes de contar a história, já vou avisar que não é copypasta ou algum outro tipo de zoeira. O título é meio sensacionalista mas é um tl;dr da situação.
Background:
Brasileiro; menos de 25 anos; nunca enfiou o dedo no cú.
A história:
Cheguei num ponto da quarentena em que já não sabia mais o que fazer para inovar na punheta com os recursos que tinha em mãos. Explorei altas categorias do Pornhub, até assinei o Premium para dar uma "apimentada" e liberei umas conquistas das quais não tenho nenhum orgulho. Bati sentado, deitado, em pé, de cabeça para baixo... Segui altas instruções em vídeos de JOI (só não fiz o CEI porque acho nojento mas confesso que ponderei a ideia).
Um dia desses, tava na farmácia comprando uns produtos de higiene e me deparei com um frasco de óleo de coco. Uma lâmpada se acendeu sobre minha cabeça: em todos os meus anos de experiência com trabalhos manuais, nunca tinha usado óleo.
À noite, na hora do test drive, veio outra lâmpada: mãos limpas, unha cortada, lubrificante em mãos... Eu já tinha lido sobre o tal do orgasmo da próstata uma vez, mas na época me pareceu trabalhoso demais. Agora, porém, era diferente. Não é como se eu tivesse coisa melhor para fazer...
Dei uma pesquisada no Google para não ir às cegas, estendi uma toalha sobre a cama, lubrifiquei o fura bolo e comecei a expedição.
Não vou fazer um relato de tudo, porque não é o propósito desse post. Depois do ocorrido eu procurei umas ilustrações anatômicas na Internet e aparentemente eu "errei" a próstata, porque na hora que coloquei o dedo eu o dobrei como se estivesse fazendo um gesto de "vem aqui" e, pela posição da minha mão, isso me levaria para o reto. Acho que por engano eu li instruções para quem iria fazer isso em outra pessoa, e não para quem iria fazer em si mesmo.
Enfim, agora fica meio NSFL porque eu não sei de uma forma menos desagradável de descrever isso, então vou usar tags de spoiler:
Enquanto mexia o dedo, eu senti uma saliência meio rugosa, com uma "textura" de verruga ou (é aqui que fica mais nojento) de carne moída cozida. Na hora eu já entrei em pânico, e na minha cabeça era uma parada gigante. Depois eu fui perceber que como eu consegui sentir toda a saliência de uma vez com a ponta do meu indicador, não deveria ser muito grande. De todo modo, era bem óbvio que aquilo não deveria estar ali. Eu dei uma mexida para ver se saía, mas não saiu.
Assustado com minha descoberta, recuei e fui buscar mais informações na Internet. Como já era de se esperar, a resposta da interwebz é que eu tenho câncer ou algo que pode virar câncer (pólipo), o que é uma merda, já que eu queria muito encontrar algo do tipo: "Isso é algo que todo mundo tem no cú e você não precisa visitar um médico para ver se não tem câncer só por causa disso".
O problema é que eu nem sei qual especialista procurar (acho que seria gastro, mas não tenho certeza) e, principalmente, como explicar a situação. Embora eu seja um cara bem liberal, a masculinidade tóxica que me contamina desde a infância me deixa super desconfortável com a ideia de chegar para um(a) médico(a) e dizer:
Doutor(a), tava com o dedo no cú na semana passada e achei um negócio estranho. Tem como o(a) senhor(a) dar uma olhada para ver se não é câncer?
Enfim, só queria desabafar mesmo. Eu tô extremamente preocupado com isso e acho que compartilhar anonimamente vai aliviar um pouco.
Não vou convocar os médicos do brasil porque me parece bem claro que preciso me consultar pessoalmente com um médico, mas se alguém puder pelo menos me dizer qual tipo de especialista devo procurar, já ficarei grato.
submitted by loupdufromage to brasil [link] [comments]

Margem de Lucro Líquido (estudo comparativo)

Margem de Lucro Líquido (estudo comparativo)
Bom dia pessoal!
Continuando meus estudos para consolidar um painel de indicadores financeiros, após uma parada para resolver problemas no trabalho (atualmente fazendo um projeto de AI no Governo).
Dessa vez que peguei o indicador de margem de lucro líquido. Tirando uma breve explicação do Livro "Warren Buffet e a Analise de Balanços", podemos definir o indicador dessa forma:
Depois que todas as despesas e os impostos são deduzidos da receita, obtemos o Lucro líquido da empresa. É nesse item que verificamos quanto dinheiro ela ganhou depois de pagar o imposto de renda.
A primeira etapa na lista é saber se o lucro líquido está ou não mostrando uma tendência histórica de alta. O lançamento do lucro líquido de um único ano não vale nada para Buffett; ele está interessado em saber se existe ou não consistência no lucro e se há tendência de longo prazo é alta - dois fatores que significam .1 “durabilidade” da vantagem competitiva.
Mas note: por causa de programas de recompra de ações, é possível que a tendência histórica do lucro líquido de uma empresa seja diferente da sua tendência histórica de lucro por ação.
Os programas de recompra de ações aumentam o lucro por ação reduzindo o número de ações em circulação. Se uma companhia diminuir o número de ações em circulação, restringirá a quantidade de ações que estão sendo usadas para dividir o lucro líquido da empresa, o que, por sua vez, aumentará o lucro por ação, apesar de o lucro líquido real não ter aumentado. Em casos extremos, o programa de recompra de ações de uma organização pode até gerar um aumento do lucro por ação, ainda que ela esteja sofrendo uma redução do lucro líquido.
Uma regra simples (e há exceções) é que, se uma empresa está apresentando um histórico de lucros líquidos superiores a 20% da receita total, há boas chances de ela estar se beneficiando de algum tipo de vantagem competitiva de longo prazo. Da mesma maneira, se uma companhia está constantemente apresentando lucros líquidos inferiores a 10% da receita total, é bastante provável que o seu setor de atuação seja altamente competitivo, sem que nenhuma empresa tenha uma vantagem competitiva durável.
Analisando a margem de lucro líquido (descontado do não recorrente) registrada em 2019, temos uma bela distribuição normal, destaquei em verde as margens acima de zero. Eu exclui os outliers, porque tinha empresa com valores absurdos. Dá pra ver que a moda é maior que zero, então pára de comprar empresa sem lucro carai rsrsrs.

Distribuição das empresas listadas na B3 por margem de lucro líquido descontado
Isso por si só não quer dizer muita coisa, porque cada setor tem uma característica diferrente. Então eu fiz a distribuição por setor. Uma coisa que eu percebi é como o setor financeiro é variado.
Distribuição da margem de lucro líquido descontado por setor
Pra ter uma ideia melhor, eu calculei ums estatísticas básicas também. Apesar do setor financeiro se destacar, algumas coisas não são muito comparáveis, por exemplo, você esta comparando PSSA com ITSA, então isso já aponta que só estar dentro do mesmo setor ainda não é um bom discriminante. Os bancos estão fora dessa analise, porque teria que comparar a margem financeira, então o ideal seria fazer um estudo à parte pra eles.
Estatísticas descritivas da margem de lucro líquido descontado
Por fim, o livro fala que é preciso analisar a tendência, se a empresa possui uma margem acima de 20% (valor arbitrário) por com tendência de alta ou de manutenção desse patamar. Se você olhar pela tabela acima, já excluir 90% das empresas, dado que o 90º percential dos setores são quase todos abaixo de 20%.
Abaixo eu peguei as empresas que possuem 4 ou 5 anos com margem acima de 20% em 2019. Poderia fazer de tudo, mas ia ficar muito poluído. A ideia é ver se essas empresas "boas" estão em tendência de alta, estagnação ou queda.

Quantidade acumulada de anos com margem acima de 20% x Ano do Balanço
https://i.redd.it/ewoaspgmjwm51.gif
Se fosse seguir a lógica à risca, ou esse indicador isoladamente, você teria deixado de fora a WEGE (12,2%), RADL (2,7%), LREN (11,7%) ou MDIA (8,2%).
A questão é, um lucro líquido de R$ 1 milhão pode vir de uma empresa que fatura R$100 milhões com margem de lucro de 1%, ou de uma empresa que fatura R$ 5 milhões com margem de lucro de 20%.
Fonte: Warren Buffett E A Análise De Balanços
EDIT: Eu tenho que melhorar a descrição dos gráficos, fica pros próximos rsrs
submitted by wonderful_teacher to investimentos [link] [comments]

Me ajude a entender a cabeça do brasileiro e concorra a dois prêmios de 50 euros!

Olá pessoal,
Sou um mestrando na Universidade de Amsterdã e gostaria de pedir a ajuda de vocês: como parte da minha tese de final de curso, estou realizando um questionário sobre a opinião do brasileiro sobre alguns assuntos políticos e grupos da sociedade. O questionário leva só uns 5 minutos, e você pode participar do sorteio de dois vales-presentes no valor de 50 euros cada!
Como não tenho muito muitos recursos, vocês devem conseguir imaginar a dificuldade em conseguir respostas para o meu questionário. Se puderem preencher e/ou compartilhar (com quem quiser - quanto mais, melhor!), eu agradeceria bastante!
O link para o questionário, que também contém mais informações sobre a pesquisa e confidencialidade, é este:
https://uvasocialsciences.eu.qualtrics.com/jfe/form/SV_6VF6u0vhciWjNsh
A participação no sorteio se dá através do fornecimento de e-mail ou número de celular para contato. NO ENTANTO, vocês podem simplesmente usar o seu nome de usuário no reddit - eu só preciso de algum dado de contato para dar o prêmio aos vencedores. Nenhum dado está associado às suas respostas na pesquisa.
Estou sempre disposto a conversar sobre a pesquisa e tirar quaisquer dúvidas que vocês tenham. Só não revelei mais no link do questionário porque não quero influenciar as respostas dos participantes.
PS: Posto isso de uma conta throwaway porque o link da pesquisa contém os meus dados (e também os do meu supervisor). Também entrei em contato com os mods antes de postar aqui :)

EDIT: Pessoal, não tenho karma o suficiente pra responder nos comentários por enquanto, então vou dar uma passeada pelo reddit e respondo quando puder!

EDIT 2: Muito obrigado pelas respostas até agora! Muito mais do que eu esperava.
Como muitos estão citando a representatividade (ou falta de) dos redditors, achei melhor responder no post inicial. O questionário em si vai ser só uma parte da tese, onde eu exploro indicadores novos e coleto dados que não estão disponíveis em pesquisas existentes. É verdade que esses dados não podem ser extrapolados para a população brasileira, e portanto não permitem inferências estatísticas que representem a opinião do 'brasileiro' em si. No entanto, o questionário me permite examinar o comportamento de certas variáveis que nunca foram medidas antes, e testar algumas correlações que podem ser de interesse mesmo em uma amostra não-representativa. Por exemplo, os participantes do meu questionário vão ser (muito provavelmente) bem mais interessados em política do que o brasileiro 'médio', sem falar em quesitos demográficos (como renda e educação). Aí cabe a mim considerar como essas características devem influenciar as correlações e indicadores que pretendo utilizar. Duas coisas me ajudam: atribuir pesos de ponderação aos participantes me baseando em características demográficas e as comparando com o censo; e o fato de que muitas das minhas perguntas vêm de pesquisas já existentes, que podem servir de referência quando terei que estimar o efeito de ter uma amostra tão não-representativa assim. No geral, o questionário é meio que um exercício exploratório onde introduzo meus próprios indicadores (mais específicos que os dados existentes em pesquisas eleitorais, por exemplo) e analiso o comportamento destes.
submitted by pesquisa_joga_fora to brasil [link] [comments]

Passagem das horas, poema

É incrível como a arte consegue expressar a vida, o poema Passagem das horas de Fernando Pessoa expressa exatamente o que eu sinto, fiquem com um trecho dele:
Não sei se a vida é pouco ou demais para mim.
Não sei se sinto de mais ou de menos, não sei
Se me falta escrúpulo espiritual, ponto-de-apoio na inteligência,
Consangüinidade com o mistério das coisas, choque
Aos contatos, sangue sob golpes, estremeção aos ruídos,
Ou se há outra significação para isto mais cômoda e feliz.
Seja o que for, era melhor não ter nascido,
Porque, de tão interessante que é a todos os momentos,
A vida chega a doer, a enjoar, a cortar, a roçar, a ranger,
A dar vontade de dar gritos, de dar pulos, de ficar no chão, de sair
Para fora de todas as casas, de todas as lógicas e de todas as sacadas,
E ir ser selvagem para a morte entre árvores e esquecimentos,
Entre tombos, e perigos e ausência de amanhãs,
E tudo isto devia ser qualquer outra coisa mais parecida com o que eu penso,
Com o que eu penso ou sinto, que eu nem sei qual é, ó vida.
Cruzo os braços sobre a mesa, ponho a cabeça sobre os braços,
É preciso querer chorar, mas não sei ir buscar as lágrimas...
Por mais que me esforce por ter uma grande pena de mim, não choro,
Tenho a alma rachada sob o indicador curvo que lhe toca...
Que há de ser de mim? Que há de ser de mim?
submitted by mgmb06 to desabafos [link] [comments]

Mantenha-se informado 07/04

📰 JRMUNEWS 🗞 Ano 2 – Nº 415 🗺 Notícias do Brasil e do Mundo 🗓 Terça-Feira, 7 de abril de 2020 ⏳ 98º dia do ano no calendário gregoriano 🌕 Lua Cheia 100% visível
💭 Frase do dia: "O que dá o verdadeiro sentido ao encontro é a busca, e é preciso andar muito para se alcançar o que está perto." - José Saramago
Hoje é dia... 🔹 do Combate ao Bullying 🔹 do Corretor 🔹 do Jornalista 🔹 do Médico Legista 🔹 da Saúde 🎂 Aniversário do Clube NÁUTICO Capibaribe de Recife-PE
😇 Santo do dia: 🔹 São João Batista de La Salle
🎂 Municípios aniversariantes: Fonte: IBGE • Araci-BA • Araçoiaba da Serra-SP • Ascurra-SC • Dores do Rio Preto-ES • Galvão-SC • Ipumirim-SC • Jeriquara-SP • José de Freitas-PI • Óleo-SP • Ouro-SC • Palmeira-PR • Pariconha-AL • Patrocínio-MG • Ribeirão Corrente-SP • Rio Doce-MG • São Domingos-SC • Torrinha-SP
🇧🇷 BRASIL 🇧🇷 ✍ Embaixada da China diz que fala de Weintraub foi 'racista' e cobra retratação; Ministro diz que pede desculpas se China fornecer respiradores ✍ Mandetta balança, mas por enquanto fica no governo, mas possibilidade de exoneração do ministro da Saúde, no entanto, continua forte ✍ Ministério da Saúde muda estratégia e propõe reduzir isolamento em estados e cidades com 50% da capacidade dos leitos vagos ✍ Ministério da Educação autoriza antecipar formatura de alunos da área de saúde ✍ Governo edita MP com medidas de segurança para setor portuário ✒ Em semana curta, Congresso foca votações em matérias sobre covid-19 ✒ Bolsonaro pode ser responsabilizado se ações contrariarem a OMS, diz Maia ⚖ TSE vai decidir se Partido Novo pode destinar fundo partidário para covid-19; Caso a medida seja autorizada, outros partidos que tiverem interesse em destinar recursos para a Saúde também poderão fazer as transferências ⚖ Ministro Toffoli do STF se declara contrário à punição de pessoas por furar isolamento ⚖ STF não validará ações do governo que contrariam OMS, diz Gilmar Mendes ⚖ PGR denuncia Paulinho da Força por suposta propina de R$ 1,8 mi ⚖ Ministro Barroso dá prazo até junho para definir eleição e se diz contra adiá-la 📌 Enem: começa prazo para solicitação de isenção de taxa 📌 Total de repatriados chega a 11,5 mil, aponta balanço do governo 📌 Eduardo Bolsonaro diz que isolamento não dura até o fim de abril 📍 Prefeitura de SP interdita 46 comércios por descumprirem quarentena 📍 Doria estende quarentena até dia 22 e usará PM contra aglomerações 📍 Horário para comércio e indústria no Rio muda a partir de hoje 📍 Surfistas são detidos no Rio após entrarem no mar 📍 Drone filma praça lotada durante fim de semana em SP 📍 Witzel estuda flexibilizar quarentena em alguns municípios do Rio 📍 Prefeito Crivella exonera 11 pessoas da pasta da Cultura no Rio 🚒 5 corpos são achados em navio que naufragou no Amapá há quase 40 dias 🚓 Guarda municipal é preso acusado de matar adolescente em Campinas-SP 🚓 Cadeirante morde e arranca parte da orelha de PM em abordagem no DF 🚓 Quadrilha saqueia loja e polícia consegue recuperar material furtado em casa de Cruzeiro do Sul-AC 🚓 Mulher morre após ser atacada com golpes de facão na presença das filhas em Tenente Portela-RS
🌎 INTERNACIONAL 🌍 🇦🇷 Argentina adia pagamento de dívida, e agência de risco rebaixa nota do país 🇨🇳 Cidade chinesa de Baicheng é 'engolida' por tempestade de areia 🇺🇸 Incêndio atinge aeroporto e destrói 3.500 carros de aluguel nos EUA 🇺🇸 Corpo de neta de Robert Kennedy é encontrado; Maeve Kennedy, de 40 anos, e Gideon, 8, sumiram após embarcarem em uma canoa. Equipes seguem procurando garoto, nos EUA 🇦🇺 Justiça da Austrália anula pena imposta ao cardeal Pell, acusado de abuso sexual de menores 🇬🇧 Miss Inglaterra troca a coroa pelo estetoscópio e volta a atuar como médica no combate à covid-19 🇻🇪 Venezuela decreta estado de sítio na fronteira com a Colômbia 🇺🇾 Mais de 80 passageiros de cruzeiro australiano ancorado no Uruguai têm coronavírus 🇪🇨 Equador decreta uso obrigatório de máscaras para conter casos de novo coronavírus 🇺🇳 Comissão de Direitos Humanos pede à ONU e OMS providências contra Bolsonaro 🇮🇱 Israel impõe quarentena durante a Páscoa 🇬🇧 Premiê britânico Boris Johnson é internado em UTI devido à covid-19
🖤 MORTES 🖤 ✝ Ângelo Machado, professor e médico, de parada cardíaca, aos 85 anos ✝ Jay Benedict, ator de Aliens e Batman, após contrair coronavírus, aos 68 anos ✝ George Ogilvie, diretor de 'Mad Max 3' e mentor de Russell Crowe, de parada cardíaca, aos 89 anos ✝ Radomir Antic, ex-técnico do Atlético de Madrid, Real Madrid e Barcelona, aos 71 anos ✝ James Drury, astro de 'O Homem de Virginia', de causas naturais, aos 85 anos ✝ Honor Blackman, a Pussy Galore de '007 Contra Goldfinger', de causas naturais, aos 94 anos ✝ Shirley Douglas, atriz e ativista, mãe de Kiefer Sutherland, aos 86 anos
🧫 CORONAVÍRUS (Covid-19) 😷 😷 Ministério da Saúde informa que o Brasil tem 553 mortes e 12 mil casos confirmados; São Paulo segue como epicentro da pandemia com mais da metade dos óbitos de todo o país (304), Rio de Janeiro (71), Pernambuco (30), Ceará (29) e Amazonas (19) 😷 Total de mortes chega a 4.897 na Inglaterra 😷 Mortes caem pelo 4º dia na Espanha; Itália também vive esperança 😷 Exemplo para o mundo, Coreia do Sul registra apenas 50 novos casos em 1 dia 😷 EUA têm 10,3 mil mortes e um quarto dos casos no mundo 😷 China tem primeiro dia sem mortes 😷 Japão tem pior mês da pandemia com 268 novos casos por dia, em média 😷 Uso em massa das máscaras profissionais preocupa a OMS; Máscara caseira é opção e pode ser de algodão, tricoline e TNT
💰 ECONOMIA 💲 💰 Ibovespa sobe 6,5% após chegar a saltar 8% antes de rumor da demissão de Mandetta; dólar cai a R$ 5,29 💰 3M diz que ainda não sabe se ordem de Trump para interromper exportação de máscaras afetará filial no Brasil 💰 Standard & Poor's reduz perspectiva da nota do Brasil para estável 💰 Canadá e EUA encaram perdas em safras por falta de mão de obra estrangeira 💰 Telefônica, dona da Vivo, parcela fatura de inadimplentes 💰 Venda de bebidas alcoólicas cai 52% entre 15 e 31 de março 💰 Poupança tem maior entrada de recursos para março em 26 anos 💰 Clientes do Banco do Brasil podem confirmar cheques por aplicativo 💰 Vendas em supermercados sobem 15,8% em fevereiro 💰 Banco que conceder crédito a folha de pagamento recolherá menos ao BC 💲 CMN cria linha de crédito com verba de fundo constitucional 💲 ANP suspende etapa de leilão de biodiesel devido ao coronavírus 💲 CNC estima queda histórica de vendas na Páscoa 💲 Bancos processam 2 milhões de pedidos de renegociação de dívidas 💲 Produção nacional de automóveis tem queda de 21,8% em março 💲 Indicador do Ipea de formação de capital fixo cresce 1,2% em fevereiro 💲 Grupo farmacêutico EMS é multado em R$ 6,5 milhões 💲 Japão usará 20% do PIB para reagir ao coronavírus 💲 PIB da China deve ter no 1º trimestre a primeira queda em 40 anos, diz estudo 📊 Indicadores: 🏦 Ibovespa 73656 pontos 📈 💵 Dólar Canadá R$ 3,714 📉 💵 Dólar Comercial R$ 5,292 📉 💵 Dólar Turismo R$ 5,59 📉 💶 Euro R$ 5,671 📉 💷 Libra R$ 6,502 📉 💸 Bitcoin R$ 38.816,02 📈 💸 Bitcoin Cash R$ 1.359,09 📈 💸 XRP R$ 1,06 📈 🔶 Ouro (g) R$ 283,14 📈 ⚪ Prata (g) R$ 2,5690📈 💰 Poupança 0,245% a.m. 💰 Selic 3,75% a.a. 💰 CDI 3,65% a.a. 💰 IPCA a.m. fev/20 0,25% 💰 IPCA a.a. 2020 0,4605% 💰 IPCA acum. 12m 4,0049% ⛽ Petróleo Brent (barril) US$ 33.340 📈 ⛏ Minério de Ferro 62% US$ 82,38 🐂 Boi (@) R$ 201,00📈 📉 💨 Algodão (@) R$ 86,91 📉 ☕ Café (sc) R$ 582,30 📈 🌽 Milho (sc) R$ 57,83 📉 🥚 Ovos (30 dz) R$ 117,30 📈 🥜 Soja (sc) R$ 101,40 📉
🔬 CIÊNCIA, TECNOLOGIA & SAÚDE 💓 💓 Capes abre inscrição para projetos de combate a epidemias 💓 Escolas de samba do Rio ajudam na produção de capotes descartáveis para hospitais 💓 Beneficiário de plano de saúde pode fazer consulta por telemedicina 💓 Hospital temporário do Pacaembu em SP começa a receber pacientes 💓 Rede de saúde em Manaus-AM entrou em colapso, diz prefeito 🔬 Centro nacional de pesquisas de Campinas seleciona 2 remédios para coquetel contra coronavírus e começa testes in vitro 🔬 Pesquisadores do RJ começam a testar uso do plasma de curados em pacientes com Covid-19 🖱 Anvisa proíbe uso interno do app Zoom por problemas de segurança
🏆 ESPORTES 🏆 ☑ Mãe do técnico Pep Guardiola morre aos 82 anos vítima de covid-19 ☑ Goiás convoca torcida a festejar 77 anos cantando nas janelas de casa ☑ Popó põe cinturão em leilão para comprar cestas básicas ☑ CBF doa R$ 19 milhões para futebol feminino e clubes das séries C e D ☑ Fortaleza abaixa valor de mensalidade para atrair novos sócios ☑ Richarlison doa 500 cestas básicas em sua cidade natal, Nova Venécia-ES ☑ Justiça dos EUA acusa Ricardo Teixeira de vender voto para a Copa de 2022
🎭 ARTE & FAMA 🌟 🎙 Em parceria com Lady Gaga, OMS anuncia show virtual com diversos artistas 🎙 Roberta Miranda reúne Sabrina Sato, Zeca Pagodinho e mais famosos em clipe 🎙 Pabllo Vittar processa Serasa por citar briga fake com Anitta 🌟 De surpresa, comentarista João Borges da GloboNews pede demissão após 17 anos 📺 Governo libera multiprogramação na TV digital por 12 meses 📺 Globo suspende contratos de atores até o fim da pandemia 📺 Por coronavírus, 'The Walking Dead' tem final anticlimático e sem batalha 📺 Globo Bahia entra em crise e corta salários de funcionários em 25% 🎞 Bacurau brilha em 'cinemas virtuais' e arrecada milhares de dólares nos EUA 🎞 'Minha Mãe É uma Peça 3' é o filme nacional que bombou nos cinemas em 2020
🔎 #FAKENEWS: Não é verdade que Alexandre Garcia diz, em texto sobre coronavírus, quarentena e Bolsonaro, que sociedade já escolheu sacrificar almas. Fonte: Boatos..org
🛳 TURISMO ✈ 🎒 Conheça Campos do Jordão-SP: Ao longo dos anos a cidade ganhou títulos e slogans como: - A Suíça Brasileira - A Cidade dos Festivais - O Melhor Clima do Mundo, com uma natureza exuberante e um clima reconhecido internacionalmente como um dos melhores do mundo. A cidade possui excelente infraestrutura na Gastronomia, Hospedagem, Compras, Lazer e Eventos Culturais. Privilegiada por estar entre as grandes capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, garante a grande frequência dos turistas nacionais e internacionais, dessa forma o turismo é responsável por toda a economia do município. Na alta temporada, a cidade chega a receber mais de um milhão de turistas. Com um excelente clima de montanha, a cidade é formada por três Vilas: Abernéssia, Jaguaribe e Capivari. No ponto mais alto de Campos do Jordão, a temperatura chega a 0ºC. A cidade possui muitos programas para aquecer os turistas: comer fondue, tomar chocolate quente, reunir-se com os amigos e apreciar a paisagem alpina da Vila Capivari. O Portal de entrada para os visitantes foi feito em estilo alpino, é um dos cartões de visitas da cidade, com exposições de produtos e serviços das empresas da cidade. O sistema multimídia ali instalado fornece aos turistas, completas informações sobre a cidade. As principais atrações turísticas são: Horto Florestal, Teleférico, Museu Felícia Lerner, Gastronomia, Pedra do Baú e a Estrada de Ferro. O Pico do Itapeva é um dos pontos mais altos do Brasil. Neste local é possível avistar mais de 15 cidades do Vale do Paraíba. As folhas secas de plátano espalhadas pelas ruas e a arquitetura inspirada nos Alpes compõem, com todo o charme, o ambiente da Suíça Brasileira como também é chamada. Em julho, ocorre o Festival Internacional de Inverno, que é considerado o maior evento de música erudita da América Latina. A cidade é palco do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão, um dos mais importantes festivais de música erudita do Brasil há mais de 36 anos. São realizados mais de 40 espetáculos no Auditório Cláudio Santoro e em outros pontos da cidade. Fonte: Guia do Turismo Brasil
📚 FIQUE SABENDO... ...O Brasil vai mesmo do Oiapoque ao Chuí? ⁉ Não. A expressão surgiu no século 18, quando as fronteiras ao norte do país ainda não tinham sido definitivamente delimitadas. O extremo norte do Brasil é, na verdade, o Monte Caburaí, em Roraima, a 84,5 km do Rio Oiapoque. O local foi desbravado em 1930 por uma expedição organizada pelo Marechal Cândido Rondon. Quanto ao extremo sul do país, a afirmação está correta: o município de Chuí fica na fronteira com o Uruguai. Fonte: O Guia dos Curiosos
📖 BÍBLIA: Foi para a liberdade que Cristo nos libertou. Portanto, permaneçam firmes e não se deixem submeter novamente a um jugo de escravidão. Gálatas 5:1 🙏
Que seu dia seja como a vontade de DEUS: bom, perfeito e agradável!! 🥖
By JRMUNEWS 🐞 🗺 Pariquera-Açu-SP 📝 Fazendo diferente e a diferença
🤓 LEIA E COMPARTILHE 📤
Visite, curta, siga, comente, avalie, compartilhe nossa página no Facebook:
https://www.facebook.com/JRMUNEWS/
submitted by tatubolinha2000 to DiretoDoZapZap [link] [comments]

Fobia Social e Depressão

Bom dia a todos,
Como não encontrei outros subs mais específicos pra isso, como psiquiatria, fobia social, etc, resolvi postar aqui mesmo. Desculpa se o post for inadequado.
Vi que alguns user já postaram aqui sobre Fobia Social e depressão, então resolvi dar meus 2 centavos a respeito de como estou tratando minha doença e falar sobre o que, na minha opinião, funciona e não funciona. Tento, através deste post, dar esperança a pessoas que também passam pela mesma situação e não estão recebendo tratamento adequado. Quero deixar claro que quando digo Fobia Social e depressão, estou me referindo a um quadro generalizado e persistente, de natureza grave, que caracteriza uma doença com componentes biológicos e, muitas vezes, genéticos. Casos mais leves ou específicos (ex: apenas medo de dar palestras, depressão após demissão) podem ser resolvidos apenas com terapia e tempo. Vou começar contando minha história.
Desde criança eu apresentava alguns sintomas ansiosos e depressivos (possuindo inclusive outros casos similares na família), porém conseguia funcionar de maneira relativamente normal. As coisas começaram a piorar gradativamente ao atingir a puberdade. Até os 14 anos já apresentava bastante dificuldade com ansiedade, sintomas depressivos e de TOC porém ainda conseguia fazer amigos e ir para a escola. Aos 15 as coisas atingiram um nível em que larguei de assistir as aulas, faltando várias vezes, e culminando em repetir o primeiro ano do ensino médio. No próximo ano, já com os amigos em outra série, me tornei socialmente recluso na sala de aula. A ansiedade e falta de motivação só pioraram com o passar do tempo, repeti mais uma vez, dessa vez o segundo ano. Com muita dificuldade, consegui me formar em 2014, nesse meio tempo já tinha buscado ajuda profissional de psiquiatras e psicólogos, sem obter grandes sucessos.
Em relação a terapia, devo confessar que não me serviu de nada. Foram alguns anos com acompanhamento em que tive 0 melhora no quadro, mesmo tendo consultas todas as semanas com dois psicólogos diferentes. A primeira medicação que tomei foi o ISRS Fluoxetina, obtendo alivio em certos sintomas de TOC, mas não passou disso. Já tendo abandonado 2 cursinhos pré vestibular e frustrado com os tratamentos, entrei em uma fase em que me revoltei, decidi que iria resolver meu problema sozinho sem remédios. Depois disso foram alguns anos pesquisando, ao ponto da obsessão, vários jeitos de me "curar", incluindo: Exercício (cheguei a treinar pesado, agachando 120 kg na academia), vitaminas, livros de auto ajuda, pensamento positivo, dieta, exames de sangue para detectar possíveis causas (painel hormonal e da tireoide, vitaminas, minerais, etc). Tive vários altos e baixos, e me senti melhor em algumas ocasiões, mas a ansiedade e a depressão continuavam presentes.
No começo desse ano resolvi voltar a estudar, e me inscrevi em outro pré vestibular. Me forcei a falar com as pessoas, acreditando que a exposição diminuiria a ansiedade. No começo achei que conseguiria continuar até o fim, porém a ansiedade ficava maior a cada semana de aula e ainda tinha muitos problemas com energia, me sentindo mentalmente cansando durante os dias. Após os dois primeiros meses, me sentindo "incurável", entrei em uma fase de depressão e parei de ir as aulas, foi então que percebi que precisaria de ajuda profissional novamente.
Comecei a tomar o ISRS Sertralina e marquei uma consulta com um psiquiatra que também fazia terapia. A Sertralina me deixou pior, foi então que troquei para o remédio Pristiq, que também só me piorou. As sessões de terapia davam certo conforto emocional mas a ansiedade e a falta de energia continuavam. Parei com o Pristiq e comecei a tomar Mirtazapina. Para minha surpresa, o novo remédio me deu algum alívio na ansiedade, porém, depois de algumas semanas, a desmotivação persistia. Foi então que comecei a estudar sobre a farmacologia das drogas psiquiátricas e o sobre os diferentes tratamentos para ansiedade e depressão.
Descobri que a classe mais prescrita pelos médicos, os Inibidores Seletivos de Receptação de Serotonina, tem uma baixa taxa de eficácia, funcionando de primeira para cerca de 25% dos pacientes. Descobri que o remédio que estava tomando, Mirtazapina, tem uma baixa afinidade como Inibidor da Recaptação de Serotonina (IRS), também não tendo efeito sobre a dopamina e a noradrenalina, sendo assim, pouco eficaz para depressão como monoterapia, funcionando mais como um ansiolítico devido a seu efeito sedativo. Descobri que existem remédios menos usados que tendem a ser mais eficazes, como o Tricíclico de dupla ação Clomipramina. Descobri também que uma classe antiga de antidepressivos, os IMAOs, são os remédios com maior eficácia comprovada para depressão e ansiedade, sendo que um estudo (1) mostra que, pasmem, após 1 ano de tratamento, 62% dos pacientes utilizando o IMAO Parnate obtiverem uma marcante melhora no quadro de ansiedade social e 17% uma resposta moderada, somando uma taxa de 79% de resposta. Tendo em vista que as doses usadas foram de 40-60mg, e alguns poucos pacientes talvez responderiam melhor a uma dose maior que a máxima, podemos teorizar que talvez a eficacia seja maior ainda. Para depressão resistente a tratamento, IMAOs tendem a funcionar quando a eletroconvulsivoterapia (ECT) falha.
Após muito estudar e refletir, aceitei que minha Fobia Social e depressão são de origem biológica, que sempre teria que conviver com isso e que não conseguiria superar apenas com terapia e força de vontade. Decidi que se for para viver assim, e tendo em vista que os outros tratamentos falharam, iria atrás da melhor medicação conhecida para a doença disponível, foi ai que decidi tomar Parnate (Tranilcipromina), um dos únicos IMAO disponíveis no Brasil.
Sobre a melhor eficácia dos IMAO sobre os outros antidepressivos, explico: Os IMAO são os únicos ADs que aumentam os 3 importantes neurotransmissores, serotonina, dopamina e noradrenalina, ao mesmo tempo. Eles funcionam através da inibição da enzima monoamina, responsável por oxidar esses neurotransmissores, aumentando, então, o nível dos mesmos. Apesar de serem muito eficazes, os IMAO caíram em desuso por serem considerados perigosos. Ao utiliza-los, é preciso evitar comidas que possuam Tiramina,para impedir uma crise hipertensiva, e medicações que agem como Seletores de Recaptação de Serotonina, podendo causar a Síndrome da Serotonina, porém, esses efeitos colaterais são em sua grande maioria exagerados, tanto pela comunidade médica, como pelas farmacêuticas. O psiquiatra clinico australiano, mundialmente renomado e aclamado por Stephen Stahl como o maior especialista em Síndrome da Serotonina e especialista em IMAOs, Dr. Ken Gillman, possuí um site em que desmente mitos comuns sobre os IMAOs e explica em que casos devem ser usados.
Ao ser negado a prescrição de Parnate pelo meu psiquiatra, com alegações sobre serem "perigosos", resolvi fazer as coisas por contra própria. Tenho parentes médicos na família, portanto não foi difícil conseguir a receita. Ao longo de semanas, fui cuidadosamente aumentando a dose conforme o recomendado pelo Dr. Gillman em seu artigo "Parnate Starting and Adjusting Dose". Estou 1 mês e meio tomando a medicação, a primeira coisa que notei foram os pensamentos negativos desaparecerem após a segunda/terceira semana. A ansiedade está claramente diminuindo a cada dia que se passa, já sinto bem menos ansiedade para andar na rua, me socializar e para ir ao cursinho e estou sentindo um aumento de confiança. Pela primeira vez na minha vida consegui dançar em uma festa com meus amigos, antes, mesmo estando embriagado, tinha um medo mortal. A falta de motivação e energia ainda não estão perfeitas porém estão melhorando.
A dieta, ao contrário dos manuais oficias desatualizados, é ridícula de ser seguida. Quase nenhuma mudança precisa ser feita pela maioria das pessoas, devendo ser evitados os alimentos envelhecidos, não pasteurizados ou de refrigeração e higiene duvidosa. Os mais comuns que correspondem a isso são queijos envelhecidos como parmesão, molho shoyu/soja, e bebidas como Chopp e alguns tipos de vinho. Cerveja engarrafada; queijos industrializados como mussarela, queijo prato, queijo ralado de supermercado; bacon e presunto industrializado; leite e derivados; chocolate; todos são liberados para consumo. Em caso de crise hipertensiva por ingestão acidental, a maioria da vezes não é grave e não requer hospitalização ou medicalização, durando apenas algumas horas. As interações de medicações também são simples, tudo está liberado (com pequenas exceções) menos drogas que ajam como Inibidores de Recaptação de Serotonina (ex: anestésico tramadol, outros ISRS, alguns Tricíclicos). Sobre efeitos colaterais, os IMAOS (principalmente Parnate) tendem a possuir menos efeitos colaterais a longo prazo dos que os outros ADs. Os mais notáveis são hipotensão postural, um indicador de dose terapêutica, e insonia, ambos tendem a desaparecer depois de alguns meses. Efeitos sexuais não são tão comuns e também tendem a desaparecer caso ocorram.
Não venho aqui dizer que todos com esse problema devem tomar Parnate. Só quero mostrar que existem opções que muitas vezes não são nem discutidas com os pacientes. O grande problema é que a maioria dos psiquiatras hoje receitam vários ISRS (fluoxetina, sertralina...) durante anos, na esperança de obter uma resposta, deixando de oferecer outras opções muito mais eficazes. Isso contribui com a dessatisfação dos pacientes, que tendem enxergar os remédios com desdem depois de várias tentativas falhas. Não existe nenhum manual ou guia médico que recomende a tão comum prática de receitar vários IRS seguidos. Isso trata-se de pura incompetência da psiquiatria moderna. Os IMAOs não devem ser descartados. Outro fator importante que é ignorado é que o psiquiatra não deve aceitar outro resultado que não a completa remissão dos sintomas do paciente, são muito comum os casos em que há um grau melhora inicial e a droga e dose são mantidas as mesmas, mas o paciente ainda se sente sintomático. Não aceite menos do que 70% de melhora no nível de ansiedade ou remissão da depressão, caso contrário, o tratamento ainda deixa a desejar. Cabe também dizer que muitos que tem Fobia Social cronica possuem depressão. Os dois maiores sintomas de depressão endógena, ou biológica, são anergia e anedonia. Um tratamento eficaz, nesse caso, deve também visar reduzir estes sintomas. Quero ressaltar também que a terapia não deixa de ser importante para alguns casos, porém, quando a ansiedade/depressão são endógenas e cronicas, de carácter grave, é fundamental o tratamento com medicamento.
Vou deixar alguns links que recomendo do site do Dr. Gillman:
https://psychotropical.com/parnate-starting-and-adjusting-dose/
https://psychotropical.com/ken-gillman-ad-algorithm/
https://psychotropical.com/why-most-new-antidepressants-are-ineffective/
https://psychotropical.com/depression-what-is-it-why-drug-treatment/
https://psychotropical.com/tcp-new-review/ *Menciona Ansiedade Social

(1) https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/3209719 *Estudo sobre Parnate e Ansiedade Social
submitted by Neither_Psychology to brasil [link] [comments]

Uma forma clara para descobrir boas empresas (e as más também!)

Fala galera!
Alguém já ouviu falar no Piotroski F-Score?
São 09 testes aplicados sobre empresas listadas em bolsa para descobrir quais têm grandes chances de apresentar problemas e quais são saudáveis.
Os testes avaliam a eficiência, a alavancagem e a liquidez da empresa. Eles foram desenvolvidos nos anos 2000 por Joseph Piotroski, professor da Universidade de Chicago.
No seu estudo, ele verificou que comprou as melhores empresas (score > 7) e vendeu as piores (score < 3), ganhou 23% ao ano entre 1976-1996, além de aumentar o lucro em 7.5% ao ano para quem compra empresas de baixo P/VPA.
Os testes são esses:
Pesquisas aplicadas à Bovespa:
Os testes estatísticos da eficácia da estratégia para diferentes níveis de tamanho, liquidez e endividamento das empresas apresentaram que a estratégia foi significativa em distinguir as firmas com boas performances das de performances ruins para todos os níveis de tamanho e diferentes níveis de liquidez e endividamento. Porém, o maior benefício foi encontrado em empresas de médio tamanho, baixa liquidez e alto nível de endividamento. Tais resultados diferem dos de Lopes e Galdi (2007) e Piotroski (2000), que obtiveram um maior benefício em empresas pequenas. O sucesso nos resultados obtidos sugere que o índice do Score de Piotroski tem capacidade de identificar as empresas que estão passando por mudanças de melhoria no desempenho (turnaround), e que o mercado não processa completamente as implicações destes indicadores financeiros passados nos preços atuais das ações.
Fonte do post: o excelente blog do Gutenberg!
submitted by vstky to investimentos [link] [comments]

Por que existem bandidos?

É uma pergunta simples: "Por que existem bandidos?". Peço respostas. O bandido provavelmente não nasce pronto (ou nasce), portanto dizer que matar bandido é uma solução é uma mentira: é um remédio que remove sintomas de um problema, não o problema em si.
Para se "eliminar" bandidos é preciso tratar da causa-raíz, da origem do problema. Qualquer outra coisa eliminará um bandido, mas não a fábrica. Por isso proponho essas perguntas:
  1. Como surge um bandido?
  2. Qual é a melhor forma para se evitar que surja um bandido?
  3. Que indicadores em comum há entre países com poucos bandidos e que indicadores em comum há entre países com muitos bandidos?
  4. O Brasil está no caminho correto para impedir que surjam bandidos?
submitted by naza1985 to brasilivre [link] [comments]

Como fazer a Gestão de marketing digital

Como fazer a Gestão de marketing digital
Este artigo atende departamentos de marketing digital ou agências digitais.
O marketing digital é uma ciência nova, com pouco mais de 10 anos. Por isso faltam processos consolidados e profissionais experientes, o que, na prática leva ao ciclo de tentativa e erro até chegar ao melhor caminho. Isto consome recursos e tempo. Então vence quem consegue se manter vivo neste período e aprender mais rápido com seus erros.
Quem dita o rumo do mercado são as mídias de alcance, como o Google, Facebook, soluções de e-mail e automação. São estas potências que promovem a base de conhecimento. Então é normal que a educação seja tendenciosa, com cada uma superestimando sua solução.
Não se discute mais se o marketing online é eficaz ou não. Ser competitivo e crescer requer competência no marketing digital e esta tendência ainda está em expansão.
Agora não basta mais “fazer marketing digital”, é preciso fazer melhor que a concorrência. E para alcançar isso é preciso descobrir a resposta para as seguintes perguntas:
  • Estratégia: Como superar a concorrência no marketing digital?
  • Produção: Como ser produtivo e reduzir custos?
  • Performance: Como gerar mais retorno por investimento em mídia?
  • Enfim, como ser melhor e ampliar o ROI (retorno do investimento)?
A grande resposta é simples de encontrar, porém complexa para aplicar: excelência na Gestão de Marketing Digital.

A relevância do marketing digital nas empresas

O marketing na era digital assumiu novas responsabilidades, chegando até mesmo a invadir parte do processo de vendas, que antes era de responsabilidade apenas do departamento comercial. As novas atribuições do marketing digital são:
  • Apresentar produtos em um nível avançado de detalhes.
  • Educar o cliente para que reconheça a necessidade das soluções.
  • Realizar uma parte do atendimento em mídias sociais.
  • Conduzir o consumidor até o momento de compra.
  • Reduzir as barreiras na etapa final de decisão de compras.
O departamento comercial passou a ser reativo, recebendo leads mais qualificados. A prospecção ativa é cada vez mais cara e menos eficaz. O consumidor mudou seu comportamento na era digital e aumentou a rejeição para este tipo de abordagem.
O gestor de marketing passou a ser ainda mais decisivo no resultado geral da empresa. O orçamento do marketing está crescendo a cada ano, e a expectativa é que continue evoluindo, segundo Gartner (uma das maiores empresas de pesquisa e consultoria do mundo). Vale destacar o orçamento para soluções de tecnologia para marketing digital, que cresceu de 22% em 2017 para 29% em 2018 (Fonte: ITForum365).

O que é Gestão de Marketing Digital

A Gestão de Marketing Digital, assim como a gestão da própria empresa, visa organizar e controlar recursos para se obter os resultados esperados. Ou seja, “fazer mais com menos, e cada vez melhor”.
Os principais objetivos são:

www.ekyte.com
– CUSTO: elevar a produtividade na produção do marketing. + RECEITA: aumentar os resultados das campanhas. = + ROI: aumentar o retorno sobre o investimento.

Os desafios na Gestão de Marketing Digital

O marketing digital é novo e complexo. Criar uma publicação ou enviar um e-mail são tarefas aparentemente simples. O desafio é definir as prioridades, coordenar as ações, cumprir prazos e superar os concorrentes.
São muitos cenários possíveis e não existem padrões consolidados para determinar o caminho correto, pois o segmento ainda é novo, e por isso apresenta um cenário imaturo:
  • Faltam protocolos.
  • Faltam profissionais.
  • A educação é tendenciosa.
  • Faltam ferramentas para gestão.
É responsabilidade da Gestão de Marketing Digital superar este cenário. A chave é investir em capacitação, tecnologia e processos. E para atingir altos níveis de eficiência é preciso ser persistente.

www.ekyte.com

As prioridades na Gestão de Marketing Digital

Há dois fatores que influenciam na prioridade do marketing digital:
  • Experiência da equipe.
  • Maturidade digital da empresa.
Se uma empresa investiu pouco em marketing digital e contrata a melhor equipe, precisará passar por etapas iniciais, como: criar um site, estabelecer seu tom de voz, criar relevância no Google, conquistar uma base de seguidores, e-mail e tráfego para remarketing. Isto consome tempo, e durante este período várias ações serão inviáveis, caras ou menos eficazes.
Qual a prioridade atual da sua empresa na Gestão de Marketing Digital? O infográfico abaixo mostra um quadrante entre experiência da equipe e maturidade digital da empresa. Veja como a prioridade da gestão evolui.

www.ekyte.com
Exemplo:
  • Equipe com baixa experiência + empresa com baixa maturidade digital: Ou seja, uma empresa que está iniciando no marketing digital com sua própria equipe, que fazia apenas o marketing tradicional. Prioridade: conhecimento.
  • Equipe com alta experiência + empresa com baixa maturidade digital: Ou seja, uma empresa que está iniciando e contratou uma agência ou criou um departamento de marketing digital com profissionais do mercado. Prioridade: planejamento.
  • Equipe com alta experiência + empresa com alta maturidade digital: Estamos falando de um pioneiro ou líder, que tem uma equipe experiente e completa. Prioridade: compliance. Ou seja, padronização para que todas as ações sigam os conceitos da marca, nenhuma campanha se sobreponha à outra e para que os recursos trabalhem em sincronia.
Então analise onde sua empresa está agora e priorize o que é mais importante.

Lidere: Como fazer a Gestão de Marketing Digital

Evoluir no marketing digital é um processo dinâmico que precisa de sincronia e persistência. Definir objetivos e medi-los é essencial para aprender e evoluir. A cada novo ciclo de campanhas a experiência da equipe e a maturidade digital da empresa devem evoluir e consequentemente, os resultados irão melhorar.

O ciclo contínuo do marketing digital

As ações têm tempo de duração, geram resultados e aprendizados. A responsabilidade da gestão abrange todo o ciclo, que pode ser resumido assim:

www.ekyte.com

As fases da Gestão de Marketing Digital

A gestão se divide em 4 fases que exigem diferentes habilidades, mas se complementam. O sucesso de uma depende da outra. São elas:

www.ekyte.com
Vamos entender como cada uma funciona.

www.ekyte.com
Estratégia
É o momento de definir onde ir e como chegar. Os resultados são os planos, que guiam para as próximas fases (produção e performance). A estratégia é como um GPS: não adianta executar algo perfeito que leva para o caminho errado.
Na fase de estratégia há ações pontuais e recorrentes:
  • Pontuais: feitas uma única vez ou em intervalos maiores de tempo. Exemplo: criar ou revisar o manual da marca.
  • Recorrentes: frequentes e contínuas. Exemplo: criar um plano de campanhas.
Aprenda a planejar campanhas em Como fazer um plano de campanhas de marketing digital.
A estratégia pode ser dividida em 4 etapas:
Briefing -> análise -> aprovação -> enviar para produção

Produção

A fase de produção é responsável por colocar a estratégia em prática, seguindo os planos com recursos humanos, tecnologia e processos. Além disso, atende as demandas diárias geradas pelos clientes internos e externos. Por exemplo: manutenção de sites, criações pontuais, dúvidas e relatórios.
A produção é guiada por tarefas, que passam pelas etapas:
Briefing -> análise -> conceito -> redação -> design -> homologação interna -> homologação externa -> construção -> homologação interna -> homologação externa -> publicação
Este fluxo é dinâmico, sendo que cada etapa pode levar apenas minutos ou horas. O mesmo profissional pode assumir algumas etapas, mas é comum que várias pessoas sejam envolvidas em cada tarefa. Apesar da sequência linear das etapas, é muito comum uma demanda retornar a passos anteriores ou pular etapas.
As ferramentas para controle de tarefas e projetos utilizadas no marketing digital não estão preparadas para esta dinâmica. Não atendem a esta lógica ou são muito complexas para configurar e ajustar de acordo com a realidade de cada negócio.
Conheça o eKyte, software de Gestão de Marketing Digital que oferece um Controle de Tarefas projetado exclusivamente para equipes de marketing, além de diversas outras ferramentas.

Performance

Após concluir a etapa de publicação inicia-se a fase de performance para ampliar o alcance e conquistar os objetivos.
As etapas são:
Divulgação -> monitoramento -> otimização
A divulgação consiste em patrocinar as campanhas nos canais próprios ou de terceiros, como no caso de influenciadores digitais.
O monitoramento acompanha e mede o desempenho com dados e estatísticas.
A otimização age sobre estas métricas para tomar ações rápidas e melhorar resultados, com:
  • Ajuste de orçamento.
  • Interrupção de campanhas ou publicações.
  • Solicitação de ajustes ou novas criações.
  • Aprimoramento de segmentação de públicos.

Conhecimento

A fase de conhecimento acontece em paralelo com as demais, embora tenha uma demanda maior durante e após a performance. Afinal, são os dados reais que dão a resposta final sobre o desempenho das campanhas e geram as lições aprendidas.
As etapas do conhecimento são:
Aprendizado humano -> aprendizado de máquina (*) -> aprimorar a base estatística (**) -> prover inteligência para a estratégia.
O aprendizado humano fortalece as competências no:
  • Uso das tecnologias, por exemplo: treinamento do Google Ads, usabilidade de sites, edição de vídeos).
  • Comportamento humano, por exemplo: entender as preferências dos públicos e como aprimorar a comunicação).
  • Mapeamento de processos, por exemplo: passos para construir uma landing page, como criar um plano de campanhas, como extrair e analisar relatórios).
(*) Aprendizado de máquina ou machine learning é um ramo da inteligência artificial, que no marketing digital consiste em utilizar uma grande massa de dados e algoritmos matemáticos para encontrar padrões de comportamento. Estas análises são inviáveis sem tecnologia, pois ao cruzar os dados, milhões de combinações interferem no desempenho.
Exemplo: descobrir que a geração Y costuma clicar 3 vezes mais em anúncios de determinado produto entre 21:00 e 22:00 nas segundas-feiras. Assim pode-se reforçar as campanhas para este público neste horário e com isso aumentar significativamente os resultados.
(**) Aprimorar a base de estatística é crucial para a maturidade digital. Os dados são gerados e armazenados em ferramentas como Google Analytics, mídias de alcance como Google Ads, Facebook Ads e relatórios próprios.
Por fim, após a execução da campanha, há a medição dos resultados e consequente aprendizado, para reiniciar a estratégia e fazer ainda melhor. Manter e fortalecer o que funcionou, ajustar ou abandonar o que trouxe menos resultado.

Os profissionais e as equipes de marketing digital

A nomenclatura para cada cargo ainda é bem variada. Muitos gostam de usar nomenclaturas em inglês e há vários títulos para representar a mesma coisa. Vamos citar uma nomenclatura mais simples, mas não há certo ou errado, apenas padrões diferentes.

Equipe padrão

Uma equipe de marketing digital padrão possui os seguintes profissionais:
  • Gestor: CMO, diretor ou gerente.
  • Coordenador.
  • Analista de marketing digital.
  • Assistente de marketing digital.
  • Redator.
  • Designer.
  • Desenvolvedor web.

Equipe enxuta

Em uma equipe menor, um profissional desempenha mais de um papel:
  • Analista (e coordenador).
  • Assistente (e redator).
  • Designer (e desenvolvedor web).

Equipe ampla

Já em equipes com orçamento amplo, as atividades podem ser quebradas em ainda mais especialistas, além dos profissionais padrões citados anteriormente:
  • Analista de mídia social.
  • Analista de SEO.
  • Analista de CRO.
  • Analista de UX (usabilidade).
  • Cientista de dados.
  • Analista de testes.
  • Analista de atendimento.
  • Analista de marcas.
  • Programador front-end.
  • Programador back-end.
  • Arquiteto de software.
É papel da Gestão de Marketing Digital contratar, capacitar e dividir as responsabilidades de cada profissional da equipe.
Saiba mais em Quais são os profissionais e cargos de equipes de Marketing Digital

A eficiência na Gestão de Marketing Digital

A equação que se espera da gestão é fazer mais com menos. O que isso significa:
  • Fazer mais = mais resultado O “fazer mais” se refere ao retorno final em vendas ou meta projetada. Não significa realizar maior volume de criações. Uma equipe de marketing digital não pode ser considerada melhor que outra porque produziu 10 peças ao invés de 5.
  • Com menos = menor custo “Com menos” abrange dois aspectos que podem ser conquistados com profissionais mais capacitados, e também com melhores processos e ferramentas:
    • Planejar e produzir com menor custo de mão de obra.
    • Obter maior retorno possível sobre o investimento em mídia (ROAS), fruto de estratégias corretas e otimização das campanhas.

Principais erros na Gestão de Marketing Digital

Em cada fase podem ocorrer erros que comprometem a própria fase e as seguintes. Veja alguns exemplos de erros comuns que os gestores precisam superar:
  • Erro de estratégia O analista de marketing digital define que uma campanha terá 1 publicação por dia, mas seu orçamento é inviável para esta quantidade. O indicado seria 1 por semana. Para complicar, a publicação orgânica não gera resultados nem para pagar o custo de criação.
  • Erro de produção O designer não usa templates para agilizar o processo, nem reaproveita seus próprios modelos de sucesso de campanhas anteriores. Além de sempre fazer novas apostas que podem dar errado na performance, ele aumenta muito seu tempo de criação e também de homologação, já que se tratam de novos conceitos.
  • Erro de performance Foram criadas muitas publicações para um orçamento reduzido. Além disso o analista criou diversos públicos. O resultado deste cruzamento será um desastre: vários anúncios vão rodar para uma pequena parcela do público. O alcance será baixo e com tantas informações, será difícil chegar a alguma conclusão.
  • Erro de conhecimento A campanha acaba e os resultados são abaixo do esperado. Mas não há experiência ou cultura para interpretar os dados. Então surge a conclusão equivocada, baseada no “achismo”: “precisamos melhorar os criativos, fazer mais publicações e ampliar nossos públicos. ” Então a próxima campanha começa com ainda mais publicações e mais exigência de criatividade na produção.
Mas podemos resumir os principais erros em:
  • Falta de estratégia e planejamento
  • Priorizar o volume ao invés de qualidade
  • Dificuldade para analisar e interpretar métricas
  • Falta de persistência, pensar a curto prazo.

Ferramentas para Gestão de Marketing Digital

O número de ferramentas disparou nos últimos anos. Apesar disso, poucas são voltadas para a gestão de marketing digital. A maioria se concentra na execução das campanhas e anúncios pagos.
Comparando com um processo de manufatura, é como se a empresa trabalhasse apenas com softwares para controlar as máquinas, sem soluções para gestão empresarial. O que o mercado precisa? O que a próxima etapa do processo aguarda? Como estão os estoques? Por isto a gestão de manufatura está integrada na gestão de toda a organização.
O amadurecimento do marketing digital está indo para mesmo caminho. A gestão não pode ser feita pelas ferramentas de alcance ou por controles isolados.
A ferramenta de gestão de marketing digital precisa ser:
  • O coração da estratégia, o ponto de partida.
  • O guia dos padrões e processos.
  • O controle diário da operação.
  • A fonte de visibilidade e de medição.
  • A curadoria e a inteligência para uma evolução rápida.

Quais ferramentas sua empresa utiliza na Gestão de Marketing Digital?

Faça este exercício e crie um mapa das tecnologias empregadas em cada fase. Talvez o cenário seja algo parecido com isto:
www.ekyte.com
As soluções não integram entre si. São genéricas e adaptadas para processos imaturos de marketing digital.
Por exemplo, o RD Station ou HubSpot são excelentes plataformas de automação e disparo de e-mail marketing. Apoiam de forma parcial outros processos, como SEO e gestão de mídias sociais. Enfim, são ferramentas para a execução e não para a Gestão de Marketing Digital.

O mapa de ferramentas para Gestão de Marketing Digital

As tecnologias devem auxiliar o processo antes e depois das ferramentas utilizadas para execução das campanhas.
Seja um departamento interno ou uma agência digital, as soluções devem estar integradas e ter os seguintes recursos:

www.ekyte.com
  • Branding e planos de campanha: organizar e zelar pela estratégia da marca e diretrizes institucionais. Gerar e disseminar o Brandbook , processos, ideias e planos de marketing.
  • Planejamento de campanhas: criar o plano de campanhas recorrentes de marketing digital. Definir os objetivos, mídias, orçamento, publicações e ações.
  • Tarefas e projetos: controlar as tarefas com fluxo dinâmico e projetado para a realidade do marketing digital. Inteligência para definir o fluxo por tipo de tarefa, alocar profissionais e priorizar as demandas.
  • Colaboração e aprovação: incentivar e facilitar a comunicação entre equipe e clientes internos e externos. Briefing, atendimento às demandas e aprovação de planos e criações.
  • Atendimento: receber as demandas de clientes externos e internos, organizar e promover fluxo ágil de atendimento. Integrar com controle de tarefas para entregas mais complexas.
  • Apontamento e produtividade: registrar as horas trabalhadas e utilizar relatórios de produtividade para otimizar processos e reduzir desperdício.
  • Biblioteca digital: organizar e controlar os ativos. Evitar desperdícios e promover a visibilidade para toda a equipe, em qualquer lugar e a qualquer momento.
  • Publicação de anúncios: agilizar a postagem de mídias digitais com integração automática de anúncios, e também facilitar a publicação manual em canais sem integração.
  • Data-driven marketing 360: otimizar a produtividade e performance. Prover indicadores precisos na hora certa e transformar números em dicas inteligentes de oportunidades. Visão unificada dos resultados de todas as mídias. Simplificar a análise humana com algoritmos avançados e relatórios fáceis de compreender.
  • Inteligência artificial: utilizar machine learning (aprendizado de máquina) para encontrar padrões em grandes volumes de dados, o que é impossível para análise humana. Por fim, interpretar as métricas e indicar oportunidades.
  • Integração com mídias digitais: conectar as mídias de alcance. Agilizar a operação e promover uma visão unificada de métricas e resultados. Sem isto não há como enxergar o marketing digital de forma única, que é a forma que os consumidores enxergam.
  • Conhecimento: o marketing digital evolui muito rápido e aprender sempre é fundamental. Analisar o próprio resultado para buscar mais informação.

O novo cenário em tecnologia para Gestão de Marketing Digital

É este cenário imaturo do marketing digital que estamos trabalhando para transformar. Em 2016, sofríamos na prática com estas lacunas no processo. Então procuramos soluções de gestão, mas não encontramos. Neste momento decidimos que nossa missão seria cobrir esta lacuna e ajudar na evolução.
Então juntamos nossa experiência de 25 anos de software e 10 anos de marketing digital, para idealizar uma solução e iniciamos um projeto desafiador: o eKyte, Software de Gestão de Marketing Digital.
Assim que começamos a utilizar os primeiros recursos do eKyte os resultados apareceram e superaram nossas expectativas. A cada nova ferramenta liberada, dávamos mais um salto na produtividade e nos resultados.
A plataforma atende as 4 fases da Gestão de Marketing Digital. Atua antes e depois das soluções atuais de alcance, como Google Ads, Facebook Ads, marketing cloud, mídia programática, e-mail e automação.
Conheça o eKyte e deixe as suas sugestões ou dúvidas nos comentários deste conteúdo.

Conclusão

A internet é a principal mídia digital da atualidade. O marketing digital assumiu papel decisivo no resultado financeiro das empresas. Mas o cenário é cada vez mais competitivo. A Gestão de Marketing Digital vai definir os vencedores do mercado. Há muito o que evoluir, e a atenção deve estar em pessoas, tecnologia e processos. Seja inteligente e persistente!
Links relacionados:
submitted by Brunoekyte to MarketingDigitalBR [link] [comments]

ADMINISTRAÇÃO DO TEMPO

A maioria das pessoas reclama da falta de tempo que dispõe para suas atividades diárias devido à enorme carga de tarefas que tem para executar.
O que ocorre é que as pessoas quando aprendem em um curso acadêmico, ou mesmo ingressam de alguma forma em uma função, profissão, são sempre instruídas sobre “O que” fazer sendo ignorado o modo como se fazer o trabalho, principalmente aos detalhes que fazem o diferencial para se obter uma maior eficiência e eficácia.
Não basta ser especialista no que se faz, é que preciso ter noções da melhor maneira de realizar o trabalho.

COMO ADMINISTRAR MELHOR O SEU TEMPO?

Tempo é das coisas mais indefiníveis e paradoxais: o passado já se foi, o futuro ainda não chegou, e o presente se torna o passado, mesmo enquanto procuramos defini-lo, e como se fosse um relâmpago, num instante existe e se extingue.
Na maioria dos casos, a análise revela que, com alguns ajustes, o indivíduo poderá produzir muito mais, com menos dispêndio de esforços. Chama-se “trabalho inteligente”.
ORGANIZE UMA AGENDA DO TEMPO
Para identificar com precisão como você ocupa o seu tempo, faça uma agenda, dimensione exatamente o percentual de tempo utilizado em cada tipo de atividade.
Pois não podemos controlar nosso tempo se não sabemos exatamente como o estamos utilizando.
Geralmente somos levados a achar que sabemos como utilizamos nosso tempo, mas nem sempre isso é verdade.
O princípio básico para utilizar bem o tempo é priorizar as tarefas realmente importantes e que nos trazem maiores resultados, aquelas que sempre deixamos para executar depois das mais fáceis!
Avaliar a forma como utilizamos nosso tempo é o primeiro passo que devemos dar, e após isso questionar: Os resultados seriam melhores se eu passasse o meu tempo trabalhando em outra atividade?
Como eu poderia executar as tarefas mais importantes com mais freqüência e eficiência?
Um outro aviso importante: Geralmente seus colegas de trabalho tem o costume de lhe passar material, assuntos e tarefas que não dizem respeito à sua atividade principal (ao seu foco).
Este tipo de material deve imediatamente ser retornado à pessoa que realmente deve dar continuidade. Responda na própria correspondência e retorne imediatamente.
Não deixe nada entulhando sua mesa ou caixa postal de e-mail. Sempre que possível evite dar respostas como: Vou ver e lhe retorno depois!. Assim que tiver um retorno lhe informo!
Dê as informações necessárias já no momento para que a pessoa mesmo pesquise sozinha! Não atue como intermediário de nada.

VOCÊ REALMENTE SABE COMO USAR SEU TEMPO?

A primeira medida para melhorar a utilização do tempo é verificar como ele vem sendo empregado.
Muitas pessoas imaginam que sabem como usam seu tempo, mas quando eles são registrados, numa “tabela de tempo”, o resultado é surpreendente para estes indivíduos.
Algumas situações comuns observadas numa tabela de tempo:
Para efetivamente avaliar a utilização do tempo, é necessário questionar o efetivo uso do mesmo.

QUANTO TEMPO UTILIZAR EM CADA TAREFA?

A lei de Parkinson diz que o trabalho tende a preencher (ou adaptar-se) ao tempo disponível ou alocado para ele.
Se você alocar uma hora para uma determinada tarefa, terá mais chances de terminar o trabalho dentro desse prazo, caso estabeleça duas horas para o mesmo trabalho provavelmente utilizará as duas horas para o trabalho.
Estabeleça sempre a quantidade de horas e datas para conclusão de projetos, provavelmente descobrirá um meio de fazê-lo dentro do prazo estabelecido por você, e sua produtividade aumentará bastante.
DIVIDINDO SEU TRABALHO DE ROTINA EM LOTES
A divisão em categorias e o agrupamento de seu trabalho podem ser chamados de “agrupamento”. Processe as informações e as tarefas semelhantes em lotes, reduzindo dessa forma, o desperdício e o deslocamento.
Você executará cada tarefa de forma mais eficiente. Muitos elementos de seu trabalho podem ser reduzidos a simples rotinas que lhe permitirão concluir tarefas semelhantes no mínimo tempo possível.
Esses tipos de tarefas realmente se prestam ao agrupamento. As vantagens de abordar o seu trabalho dessa maneira são várias.
Você verá que o trabalho em lotes permite que você se prepare e se organize para ele de uma só vez, ao invés de ter de fazê-lo várias vezes se o trabalho for feito aleatoriamente.
SUPERANDO O ADIAMENTO
O adiamento provavelmente consumirá mais tempo no seu local de trabalho do que em qualquer outro lugar.
Se você for uma pessoa que costuma adiar, a mudança de atitude para o Faça Agora será um elemento chave para ajudá-lo a identificar onde existe adiamento nos seus hábitos profissionais e a superá-lo.
A maioria das pessoas é muito inteligente, até mesmo engenhosa, no que diz respeito a adiar as coisas. “Eu não tenho muito tempo” é uma desculpa comum.
“Eu acho que eles disseram que não estariam aqui hoje, então eu não liguei.” “Não é tão importante.” A lista de motivos pelos quais uma tarefa não pode ser concluída é interminável.
Seja tão esperto para concluir as coisas quanto o é para adiá-las. Insista até encontrar a solução para cada problema sem adiá-lo.
É aí que você deve concentrar o poder de sua mente, e não em desculpas inteligentes.

AS 8 MANEIRAS DE SUPERAR O ADIAMENTO

1) Faça agora e fará uma vez somente: Não fique lendo e relendo para fazer uma ação. Leia e aja.
2) Clareie a sua mente: Não postergue nada. Programe o que você vai fazer e realmente faça ou esqueça o que você não vai fazer.
3) Resolva os problemas enquanto eles são pequenos: Caso contrário seus problemas crescerão e consumirão mais tempo.
4) Diminua as interrupções desnecessárias: Isso o ajudará a ser mais produtivo.
5) Coloque os atrasos em dia: Os trabalhos atrasados criam o seu próprio trabalho extra.
6) Comece a operar visando o futuro e não o passado: Trabalhe sempre de forma preventiva, antecipando-se.
7) Pare de se preocupar: O grande dano do adiamento é o cansaço mental e psíquico que isso causa.
8) Agora sinta-se melhor em relação a si mesmo: A conclusão de tarefas evita o estresse e a ansiedade e traz mais autoconfiança e auto-respeito.

ESQUEÇA LEMBRANDO

A maioria das pessoas tem certo orgulho da sua capacidade de se lembrar de “tudo” o que deve ser feito.
É um jogo mental que fazem. Embora possam ter sido bem-sucedidas em uma certa época, o ritmo atual do trabalho e da vida particular e o volume de atividades com as quais devemos estar em dia aumentaram tanto que é impraticável estar por dentro de mil coisas a fazer.
Essa preocupação constante de tudo o que precisam fazer, lembrar-se de tudo, simplesmente lhe sobrecarregam, principalmente porque acabam se lembrando de “tudo” nos momentos menos interessantes.
Os executivos e gerentes deveriam se interessar mais em esquecer todas as coisas que têm a fazer. Sim eu disse esquecer.
O que as pessoas precisam é de ter um sistema adequado em prática para se lembrar dessa infinidade de detalhes quando, e só quando, for preciso. Parece loucura? Na verdade não é.

3 PRINCÍPIOS GERENCIAIS CLÁSSICOS DE ADMINISTRAÇÃO DE TEMPO

Três princípios gerenciais clássicos de administração de tempo estão sendo seriamente questionados pelos estudiosos. Estes conceitos são:
  1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente e concentre-se nelas até que todas estejam executadas.
  2. Cuide primeiro dos assuntos urgentes.
  3. Distribua uniformemente sua carga de trabalho.
O fato é que todo mundo já utilizou estas técnicas frequentemente com algum grau de sucesso.
No entanto, renomados experts como Peter Drucker, Merrill Douglass e o filósofo do século XX, Vilfredo Pareto, afirmam que elas precisam ser descartadas a fim de abrir caminho para métodos mais eficazes.
Aparentemente, as regras são boas. Cada uma delas, entretanto, contém aspectos negativos.
Analisemos em separado estas diretrizes para descobrirmos por que elas precisam ser riscadas do livro de regras gerenciais.
1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente e concentre-se nelas até que todas estejam executadas.
O que há de errado nisto? Uma porção de coisas. Conforme Drucker aponta, é preciso equilibrar o trabalho com o tempo.
Lembre-se que o tempo é imutável, ao passo que o trabalho é flexível como massa para modelar. Ele pode ser pressionado, moldado, reformulado e dividido.
Portanto, o trabalho deve sempre subordinar-se ao tempo disponível. Atacar com entusiasmo sua lista diária de itens a fazer não é suficiente.
O tempo deve ser realisticamente programado para que as tarefas certas realmente sejam feitas.
2. Cuide primeiro dos assuntos urgentes.
Se é urgente, deve ser importante, certo? Errado! Quem é que diz que o assunto é urgente?
É você, seu chefe, sua secretária, um cliente, um empregado, um vizinho? Urgente implica em necessidade de atenção imediata.
Mas quem está exigindo atenção imediata? Como a tarefa em questão se relaciona com os objetivos a serem atingidos?
Na realidade, existe um relacionamento matricial entre assuntos urgentes e importantes. Esta correlação pode ser simplesmente citada como:
“Assuntos urgentes podem ser importantes, mas não necessariamente.” São quatro os possíveis relacionamentos. O assunto pode ser: Tanto importante quanto urgente Ex.: você está quase perdendo seu principal cliente. Importante mas não urgente Ex.: planejamento estratégico para os próximos três anos. Urgente mas não importante Ex.: a maioria do telefonemas. Nem urgente nem importante Ex.: conversa fiada ou comentários excessivos sobre o jogo de futebol da semana passada.
Conclui-se, portanto, que assuntos importantes (os que têm vínculo com os objetivos) deverão sempre ter prioridade sobre assuntos meramente urgentes (os que pressionam pelo tempo), uma vez que atenção deixará pouco tempo para fazer o que realmente é importante.
3. Distribua uniformemente sua carga de trabalho.
Há quase 100 anos, Pareto questionou este conceito. O Princípio de Pareto postula que para qualquer número de itens, um pequeno número destes itens é muito mais importante do que o restante.
Por exemplo, 20% dos clientes de uma companhia provavelmente são responsáveis por 80% das vendas, ao passo que 20% dos itens em estoque podem representar 80% do inventário.
O Princípio de Pareto é uma prescrição de discriminação. Ele propõe dedicar mais atenção aos itens importantes e menos atenção aos itens de menor importância.
Conclui-se, portanto, que uma carga de trabalho uniforme, que trata de todas as tarefas da mesma maneira, não atende à necessidade do executivo.
O esforço concentrado em poucos assuntos importantes é que abre o caminho para a produtividade gerencial.

ALGUNS PASSOS PARA GERENCIAR SEU TEMPO COM MAIOR EFICÁCIA

Mesmo com os três conceitos “furados” colocados em perspectiva, a questão permanece.
Que regras poderão realmente ajudar-me a melhor administrar meu tempo? O primeiro passo para melhor administrar o tempo é determinar como é utilizado.
A maioria as pessoas acha que sabe como ocupa seu tempo mas, comumente, quando os fatos são registrados num quadro de tempo, o resultado é surpreendente.
Situações típicas demonstradas nesse quadro são:
  1. Julgamentos bruscos feitos em relação a assuntos altamente importantes;
  2. Conversas telefônicas que se estendem em demasia
  3. Períodos de incessantes interrupções nos quais nada de significativo é feito;
  4. Longo envolvimento em assuntos de pouca importância que poderiam ser delegados ou ignorados;
  5. Períodos de escravidão à burocracia, nos quais a “papelada” domina o dia;
  6. Ausência de tempo para pensar ou planejar.
A percepção de como você usa seu tempo implica num esforço de cronometrar suas atividades diárias e registrar os resultados para análise.
Para ajudar a capturar seu dia como ele realmente é, siga estes passos:
Passo 1 – Faça um quadro de tempo.
Use uma agenda, um caderno ou um bloco e anote de 30 em 30 minutos o que você esteve fazendo durante a meia hora que passou. Registre suas atividades por uma semana.
Passo 2 – Reveja o quadro.
Faça um resumo dos resultados. Veja quanto tempo você gastou em assuntos realmente importantes, quanto tempo foi gasto inutilmente e quanto foi dedicado à rotina.
Passo 3 – Reflita.
Você está realmente aplicando o tempo nos assuntos que o ajudarão a atingir seus objetivos?
(você poderá concluir que, certamente, seu tempo não está sendo bem utilizado, mas justifica assim “não existem horas suficientes no dia e, além disso, as pessoas vivem me interrompendo.”).
Para resolver este problema, examine os maiores estranguladores de tempo e deixe mais tempo livre para os assuntos importantes.
As seguintes atividades tendem a dominar o dia do gerente/profissional:
Para ganhar tempo, analise seu dia visando eliminar atividades inúteis. Aqui estão alguns indicadores para manter-se livre da maioria dos estranguladores de tempo:
Passo 4 – Pergunte a você mesmo se realmente precisa ver toda aquela papelada.
O fato de ter sido mandada para você não significa que deva perder tempo com ela.
Faça uma lista dos documentos que recebe; classifique-os em grupos de prioridades A, B e C.
Então, delegando, eliminando e condensando, reduza drasticamente seu gasto de tempo com os itens C e, em menor grau, com os assuntos B, permitindo desse modo, mais tempo para os de prioridade A.
Passo 5 – Discipline suas reuniões para obter resultados mais eficazes em menos tempo.
Volte às bases. Todos conhecem o assunto e o objetivo da reunião? É comum os participantes não saberem o objetivo da reunião (às vezes, nem o líder tem uma idéia clara).
Estabeleça o objetivo da reunião de forma cristalina. Antes dela, faça uma agenda detalhada e, finalmente, registre os resultados em ata.
Pergunte-se também se a reunião realmente é necessária. Talvez não seja e, sim, uma perda de tempo para todos os participantes.
Passo 6 – Determine quanto tempo você dispõe para diálogos (para ouvir, resolver problemas, conversar); então, racionalize o seu tempo de acordo.
Precisa receber todas as pessoas que querem falar com você? E pelo tempo que elas quiserem? Obviamente não.
Muitos dos seus visitantes poderão ser bem atendidos por outra pessoa que não você.
Se tem outras prioridades, é uma prerrogativa sua determinar os limites de tempo dos seus diálogos.
Redobre, portanto, seus esforços para organizar sua agenda de entrevistas.
Passo 7 – Estabeleça um código de conduta telefônica.
Evite escravizar-se ao telefone. Agrupe as ligações para logo se ver livre delas. Evite interrupções telefônicas quando estiver trabalhando em assuntos importantes (desligue o aparelho, ou peça a alguém para anotar recados).
Se precisa fazer ligações diariamente, tente estabelecer um horário para isso. Evite pegar o telefone impulsivamente – organize seus pensamentos e discuta os assuntos em uma seqüência ordenada.

DE VOLTA AOS ANTIGOS CONCEITOS

Para administrar eficazmente o seu tempo, basta fazer uma revisão nos conceitos “furados”.
Com o acréscimo de algumas palavras, os velhos conceitos se transformam em poderosas diretrizes gerenciais.
Eis a versão revisada:
  1. Faça uma lista das tarefas que você precisa executar diariamente; então, estabeleça prioridades e programe as atividades, concentrando-se nestas tarefas até que os itens programados estejam executados.
  2. Cuide primeiro dos assuntos importantes; estes devem sempre prevalecer sobre aqueles que meramente parecem urgentes.
  3. Distribua sua carga de trabalho proporcionalmente de acordo com a importância dos assuntos que você tem à mão.
Estas mudanças, aparentemente sutis, transformam os três conceitos “furados” de tempo em regras altamente eficazes.
Siga estas diretrizes e você se tornará mais eficaz – produzindo mais em menos tempo.
COMO DELEGAR
A delegação determina em grande parte a sua eficácia como executivo, gerente ou supervisor. A qualidade do seu trabalho.
também depende de sua capacidade de delegar adequadamente. Se você o fizer, multiplicará a sua produtividade.
Quanto mais cedo detectar, no seu processo de planejamento, a sobrecarga de trabalho, sua ou de outra pessoa, mais eficaz você será corrigindo o problema.
Não espere fazer tudo sozinho. Talvez você perca muito tempo tentando dominar algo em que não é muito bom.
Delegar, apropriadamente, à pessoa certa, com experiência adequada, é uma das habilidades executivas mais importantes.
Quando você delega, está designando uma tarefa a uma pessoa e a autoridade para executá-la, mesmo que não transfira a sua responsabilidade pessoal, que continua com você.
O Delegante Eficaz
  1. Identifica a pessoa certa para fazer o trabalho.
  2. Delega agora, dando tempo suficiente para a conclusão.
  3. Expõe claramente o objetivo.
  4. Fornece todas as informações necessárias para a conclusão da tarefa.
  5. Certifica-se de que o staff entendeu a tarefa antes de começar a trabalhar.
  6. Marca uma data para conclusão.
  7. Incentiva um plano de projeto por escrito.
  8. Monitora periodicamente a evolução.
  9. É acessível para esclarecimentos e conselhos.
  10. Assume a responsabilidade, mas dá crédito à pessoa que realizou o trabalho.
  11. Ajuda o staff a crescer, conferindo-lhe novas responsabilidades.
Faça agora
O primeiro passo para começar a aproveitar melhor o tempo é organizando o espaço de trabalho.
É necessário começar pelas pilhas de papéis e documentos que povoam mesas dos escritórios.
Ao pegar no papel ou documento pela primeira vez deve-se resolver de imediato, tratar do assunto e direcionar o papel para o lugar certo.
Não se pode usar dos adiamentos, pois quanto mais adiar-se uma tarefa, outras mais se acumularão.
Portanto, ao se tratar de um assunto, deve-se resolver no ato (faça agora), para não simplesmente trocar o problema (papel) de lugar.
Além disso, é importante que se faça tudo de uma vez só, não compensa perder tempo para ler cada um dos documentos, para ler depois analisar e por fim tomar uma providência.
O correto é logo que se começar a resolver um assunto, o fazê-lo de uma só vez, eliminando-se etapas desnecessárias do processo de trabalho.
Outro aspecto importante é trabalhar-se com a mente limpa. Milhares de afazeres menores rondam a mente tirando a atenção da pessoa do assunto a ser tratado no momento por serem puxados pela memória.
Por isso, deve-se eliminar essas pequenas coisas para depois se ter maior concentração maiores facilitando-se sua execução.
Além do que, a importância de se tratar de pequenos problemas está no fato de que assim evita-se que se tornem problemas maiores e mais difíceis de se resolver.
Muitas vezes durante o dia as pessoas são interrompidas pelos chefes, companheiros de trabalho, subordinados e clientes, justamente por não resolverem pequenos problemas piorados com os adiamentos.
Atrasos geram problemas, e problemas geram interrupções que atrapalham o desenvolvimento das atividades nas quais está-se trabalhando.
Desta forma faz-se necessário identificar as prioridades de trabalho, reservando-se tempo para elas, identificar-se as causas e remediá-las.
Devemos focalizar aquelas atividades que mais podem contribuir para atingir os objetivos globais previstos.
Questionar sempre as urgências, usando os seus critérios e comprando-os com os do interlocutor.
Preocupações impedem pessoas de visualizar o futuro, as prendem a fatos passados, impedindo-as de desempenharem boas ações no presente.
Resolvendo primeiramente as tarefas mais desagradáveis ao invés de adiá-las, evita-se tais preocupações e, sentindo-se melhor, as pessoas trabalham melhor.
Naturalmente, não são todas as tarefas que são possíveis de ser resolvidas no exato momento, algumas dependem de outras pessoas ou fatos, dados indispensáveis momentaneamente, e são essas que devem ser classificadas como pendências.
Há também de se ter pertinência pois há tarefas que são verdadeiramente bobas e não devem merecer atenção imediata.

LIDANDO COM INTERRUPÇÕES

Nem todas as interrupções, obviamente são ruins. Na verdade, existem algumas interrupções boas, aquelas onde se discutem boas idéias.
Para cortar interrupções indesejáveis:
Comece a dividir a sua comunicação em lotes. Evite a cada assunto que surge discutir imediatamente com o responsável por isso.
Em vez disso discuta vários problemas no mesmo momento.

COMO PRIORIZAR ASSUNTOS EM FUNÇÃO DE IMPORTÂNCIA E URGÊNCIA?

A TIRANIA DA URGÊNCIA RESIDE NA SUA DISTORÇÃO DE PRIORIDADES – PELO SUTIL DISFARCE DE PROJETOS MENORES COM STATUS MAIOR, COMUMENTE SOB A MÁSCARA DE “CRISE”.
Assuntos importantes são aqueles que são relevantes em termos de nossos objetivos. Urgências são caracterizadas por uma necessidade premente de se realizar atividades dentro de um prazo específico, podendo ser ou não coincidente com um assunto importante.
Programar seu tempo ou seu trabalho?
“O que é que eu realmente consegui fazer hoje?”, quando, no fundo, você já sabe qual é resposta. Como é que pode acontecer este fenômeno?
É porque nos deixamos ser controlados pelas urgências dos outros, mesmo quando estes assuntos não contribuem de nenhuma forma para objetivos em mira.
Devemos nos perguntar onde estamos e para onde estamos tendendo.
PETER DRUCKER fala que: não conseguimos atingir nossas metas diárias porque, em termos de administração de tempo, procedemos de maneira totalmente inversa, isto é, procuramos espremer uma “massa” que se encontra em processo de constante expansão, dentro de um compartimento rígido e limitado.
O importante é procurar alocar previamente uma parcela de tempo para a execução de tarefa, executando, em primeiro lugar, aquela tarefa que produzir mais resultados ou consequências.
Tarefas importantes e tarefas urgentes
O combate a URGÊNCIAS é fundamental para a concentração do tempo nas IMPORTÂNCIAS.
Para combater as URGÊNCIAS é preciso que:
O que é inesperado não é necessariamente importante! Diante do inesperado, resista à tentação de execução imediata, procurando antes identificar a importância/urgência da tarefa.
Ordem Pessoas têm mania de guardar coisas sob o pretexto de talvez precisar delas mais tarde. No entanto, deve-se guardar somente o que realmente é importante e pode ser útil mais tarde.
Há um conceito de que a desordem instiga a criatividade, o que não é verdade. Segundo o “Wall Street Journal” as pessoas passam em média 6 semanas por ano procurando coisas no escritório.
Além da ordem ajudar no acesso às informações de maneira rápida, possibilita um ambiente confortável, e isto ajuda a aumentar a produtividade.
Para trato dos papéis, usa-se o sistema de bandejas, sendo uma para entrada de documentos, uma de pendências e outra para saída.
Entrada: assuntos novos; materiais ainda não analisados a serem tratados.
Pendências: aqueles que não podem ser resolvidos de momento; não podem ficar mais de 24 ou 48 horas pendentes.
Saída: assuntos resolvidos, aqueles que já podem ser arquivados ou eliminados.
Um outro ponto crucial é a eficiência, eficácia e rapidez no trabalho, é necessário ter-se todo o material, ferramentas funcionando perfeitamente e saber-se utilizá-los.
Esses materiais vão desde clipes, grampeadores e tesouras até copiadoras, fax e computadores.
É sempre bom manter-se atualizado acerca de novas ferramentas de trabalho que surgem.
Arquivos
Os arquivos devem estar divididos em arquivos de trabalhos do momento, arquivos de referência e arquivo morto.
Arquivo de trabalho do momento: São aqueles em que se trabalham nos projetos atuais.
Devem estar sempre à mão, de fácil acesso como telefones, códigos, política da empresa, endereços, etc.
Depois de serem discutidos (reuniões), há os arquivos de rotina e os de acompanhamento que devem ser divididos de 1 a 12 (representando os meses) e outra parte de 1 a 31(dias); Nestes devem ser colocados aqueles trabalhos diários, substituindo-se lembretes escritos em papéis por anotações na agenda e coloca-se cada arquivo no dia correspondente do mês a ser tratado.
Arquivos de referência: São os projetos futuros e passados, informações sobre os recursos da empresa, informações sobre o pessoal, dados administrativos, verbas, contas de clientes.
Procura-se guardar o que é necessário e, se for possível, entregar documentos a outras pessoas que seja mais conveniente.
Arquivo Morto: Normalmente, arquivos de até três anos, para fins jurídicos e tributários da empresa.
Para os arquivos eletrônicos, é muito útil distribuí-los em pastas a serem criadas por categorias, de acordo com o tipo de arquivo e o tipo de aplicativo existentes.
As mensagens do correio eletrônico devem ser filtradas logo na tela, selecionando os relevantes, apagando as mensagens inúteis e se for realmente preciso, guardá-las.
Porem as que não precisarem ser guardadas devem ser logo apagadas para que não fiquem ocupando espaço.

ORGANIZE SISTEMAS DE FOLLOW-UP EFICIENTES

Porque ter lembretes sempre à frente, não vai necessariamente nos levar à concentração, ao foco e à produtividade.
Se esses lembretes ficarem pendurados durante um determinado tempo, você não os verá mais.
Olhá-los e não tomar uma atitude em relação a todos eles, reforça um hábito: NÃO FAÇA AGORA. Coloque em prática sistemas simples, que permitem superar esses problemas e fazer o trabalho realmente importante.
  1. Transfira seus papéis para um arquivo que lhe permite agendar material, através de lembretes, de acordo com o dia: – (1 a 31) ou por mês (de 1 a 12). Se você envia uma carta e espera resposta em uma semana, coloque o lembrete com uma cópia da carta que irá lembrá-lo de que precisa falar novamente com o cliente.
  2. Também poderá consolidar todas as pequenas tarefas em um caderno de registros o que elimina a necessidade de pequenos pedaços de papel. Use quando você se lembrar de algo e precisa um lugar para escrever. Mantenha nele um diário de atividades em ordem cronológicas. Você deve datar cada um dos registros. Escreva em letras grandes e separe cada registro. Quando concluir uma tarefa, faça um (X) grande sobre ela. Até criar o hábito, deixe-o sempre em cima de sua mesa.
  3. No sistema de agenda, como são datadas, elas prevêm as necessidades futuras e você pode utilizá-las, como um sistema linear de lembretes. A boa regra para qualquer sistema de agenda é você escolher um sistema para mesa com várias seções e características, ou uma de bolso. Utilize agenda que tenha a função de visão rápida da semana. Aprenda a utilizar todos os recursos do seu sistema de agenda.
  4. Existem sistemas de agendas eletrônicas portáteis que podem nos fornecer uma grande quantidade de informações. Qualquer que seja o tamanho existem alguns inconvenientes. Um sistema/agenda do tamanho da palma da mão pode ter um teclado difícil de se trabalhar. Existem programas com várias funções que você pode utilizar para fazer anotações rápidas e depois revisar e ajustar como acontece quando você planeja no papel. Muitas pessoas combinam os sistemas de agenda de papel e eletrônica, que pode imprimir a sua agenda em qualquer tamanho e você poderá levar o impresso ao invés do computador.

Post completo em:

Fonte: Contabilidade em São Paulo - AGS Contabilidade Integrada
submitted by agscontabilidade to u/agscontabilidade [link] [comments]

Avaliação da pós-graduação será multidimensional, afirma presidente da Capes

Na primeira visita a uma universidade desde que tomou posse, Anderson Correia falou para gestores e pesquisadores da UFMG

A pós-graduação brasileira passará a ser avaliada segundo novo modelo, multidimensional, com base em critérios que considerem características diferentes.
A afirmação foi feita na tarde desta sexta, 15, pelo presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Anderson Correia. Ele falou para cerca de 180 pessoas, entre coordenadores de programas de pós e pesquisadores, no campus Pampulha da UFMG.
“O modelo atual está esgotado, é preciso respeitar a diversidade dos programas, em aspectos como inserção, objetivos e vocações, e valorizar impacto e relevância econômica e social”, disse Correia, enfatizando que as métricas utilizadas atualmente, como artigos publicados, não são suficientemente abrangentes. Uma das iniciativas previstas é a reformulação do sistema Qualis, que classifica os periódicos científicos. “Estamos trabalhando para tornar o Qualis mais claro e transparente.”
Anderson Correia foi recebido pela reitora Sandra Regina Goulart Almeida, que destacou o papel da Capes no desenvolvimento da pesquisa e da pós-graduação brasileiras.
“Trata-se de um patrimônio do Brasil”, disse a reitora, que agradeceu a menção de Correia à UFMG. Ele disse que a instituição é referência porque sua excelência está distribuída por todas as áreas.
A apresentação do presidente da Capes incluiu gráficos que localizam a Universidade entre as melhores do país, considerando indicadores como número de programas de pós-graduação, percentual de programas com notas 6 e 7 e volume de publicações. Sandra destacou o alto impacto da pesquisa realizada na UFMG em áreas como educação básica e políticas públicas.

Planejamento institucional

O presidente da Capes anunciou medidas como ajustes na concessão de cotas de bolsas de mestrado e doutorado, aprimoramento do modelo de financiamento geral da pós-graduação, valorização do planejamento institucional e apoio ao MEC em programas dirigidos à educação básica.
Ele citou ainda o PrInt, programa de internacionalização da Capes, que visa fomentar a transformação das instituições em um ambiente internacional e estimular a formação de redes de pesquisa supranacionais. A UFMG está entre as contempladas pela iniciativa e receberá cerca de R$ 55 milhões em quatro anos.
Segundo Correia, entre 2006 e 2017 dobraram os números de programas, matrículas e titulados em todo o país, mas ainda é preciso avançar muito no que se refere ao impacto das publicações e à colaboração internacional e com o setor industrial.
Ele disse que convênios da Capes com a Empresa Brasileira de Pesquisa e Produção Industrial (Embrapii) têm proporcionado apoio a pós-graduandos em projetos industriais e a conquista de patentes. A Capes mantém aproximadamente 100 mil bolsas em 3.600 programas de pós-graduação e outras 100 mil destinadas à formação para a educação básica.
Ao responder a questionamentos de coordenadores de programas da UFMG, Correia concordou com a necessidade de elevação do orçamento da Capes, que está “estagnado”, com a crítica às mudanças nos critérios de avaliação em meio ao período de referência e com a urgência de aprimorar, do ponto de vista tecnológico, a Plataforma Sucupira, utilizada pelos gestores no processo de avaliação.
Sobre os programas de caráter interdisciplinar, o presidente da Capes disse que são “o futuro da pós-graduação”. Ele ainda garantiu que não há qualquer previsão de cortes nas bolsas em andamento.
Em reação a nova referência à questão dos critérios de avaliação, o presidente afirmou que a Capes precisa entender cada vez melhor as universidades. “É preciso inverter o processo: as universidades é que devem dizer à Capes como ela pode medi-las.”
FONTE: UFMG
submitted by Vladmirsilveira to u/Vladmirsilveira [link] [comments]

Todos Saúdam o Rei

O sangue escorria pela lâmina como uma lágrima no rosto de alguém que perdera um ente querido. Não era o primeiro tronco corpanzil que aquela espada atravessava facilmente e também não seria o último. Francis olhou ao seu redor e ainda era o único homem de pé. Nenhum de seus companheiros ou inimigos havia sobrevivido. Haviam motivos para o filho de um camponês ter sido nomeado rei pelo próprio antecessor. Ele era o melhor guerreiro que pisava naquelas terras, talvez não o mais sábio e nem o mais carismático, mas em tempos de guerra contra os bárbaros isso não era necessário. Precisavam de um líder e Francis Jacob Welles, ou Francis I, era, com toda certeza, o homem certo para o trabalho.
Ele limpou a longa lâmina suja em sua imponente capa real e pensou, “É vermelha mesmo, ninguém irá notar.” Como se realmente tivesse alguém para notar esse tipo de coisa. Francis estava sozinho e isso significava que, talvez, perderia a guerra. Não havia uma maneira de contatar o reino, mas não é como se houvessem mais tropas a serem enviadas. A corte o odiava, principalmente Andrew, o filho primogênito do falecido Rei Richard IV e, talvez por isso, ele tenha feito um acordo com Ankhat, líder dos bárbaros, garantindo que matariam o atual monarca em campo de batalha. Era mais viável para o invejoso nobre perder a guerra, ser subordinado de um animal em forma de humano do que ver aquele campônio sentado num trono que era seu por direito.
Já seria difícil caminhar por aquela planície em uma noite sem lua, por isso a emboscada foi tão efetiva, e corpos dilacerados, carbonizados, rios de sangue no caminho faziam da jornada semi impossível. Francis sabia que não era uma boa escolha ir até os inimigos naquele momento, mesmo não sendo o mais inteligente dos líderes. E ter perdido todos os companheiros, amigos e soldados em tão pouco tempo abalava mesmo a mente daquele bruto.
Ele vagou sem direção por alguns minutos até cogitar voltar para o reino. Não havia a mínima chance de isso acontecer. Ser conhecido como um rei covarde, que deixou todos os seus súditos morrerem? Não era uma escolha. Tinha que seguir em frente e o talentoso guerreiro tinha noção de que não voltaria.
– Deixe-me perguntar uma coisa. – disse uma voz rouca e pungente vindo de trás do rei.
Francis se virou rapidamente em guarda e empunhando a espada quando viu a criatura. Uma mulher (?) alta, esguia, usando uma longa túnica preta. As mãos esqueléticas e o longo pescoço eram praticamente albinos. O rosto longilíneo estava coberto por uma caveira que, como uma máscara, cobria as feições dela, mas aparentava sua falta de qualquer tipo de pelo.
– Você tem alguma ideia de quantos homens matou hoje? – Eu não contei, senhora. – Senhora?
O rei ainda não estava acostumado à soberania. Em alguns momentos realmente esquecia quem era e tratava os outros como se fossem superiores à ele. Aquela figura bizarra causava preocupação à ele. Não… Era medo mesmo. Francis estava amedrontado. Era a primeira vez em muito tempo.
– Você me deixou muito feliz hoje, majestade. O banquete que me providenciou foi sublime. – O que quer? – Em um súbito de coragem ele questionou. Ele sabia quem ela era e tinha noção de que a morte apenas manifestava-se para os mortais em duas ocasiões. Ele torcia para que aquela fosse uma exceção. – Quero te fazer uma proposta irrecusável. – Disse a criatura esboçando um sorriso banguela e atormentador.
A criatura foi se aproximando e o rei, por respeito, abaixou a espada apoiando a ponta em um dos corpos caídos no chão.
– Ninguém quer que você seja rei. Ninguém. Nem você, eu suponho. Foi enviado para uma guerra que não pode vencer. (E não venha me dizer que pode, pois sabemos que é mentira). Apenas Richard acreditava em você e ele era um tolo.
– O que. Você. Quer? – Confrontou Francis pausadamente – Justiça, paz, esse tipo de coisa. Dizem por aí que sou maldita, injusta e que a única coisa que faço é arrancar as pessoas umas das outras antes da hora e isso é uma calúnia. A única coisa que faço é saber negociar e é isso que tenho a te oferecer. – Como assim? – Eu preciso da sua ajuda, Francis. – Disse ela em um tom pedinte. As palavras tinham impacto e significado no ouvido dele. A desgraçada realmente quis dizer aquilo.
O rei parou para pensar. Que tipo de ajuda a própria morte precisava? O que ela queria em troca? O que custaria?
– Sanarei suas dúvidas em breve, majestade. – Disse ela apontando seu indicador para a têmpora e perfurando a pele com a unha pontiaguda. – Eu não tenho tempo para isso. – Tempo? Você vai morrer, Francis. Ou acha que o corte em seu abdômen irá parar de sangrar? – Disse ela sussurrando.
Ele não tinha percebido o corte. O melhor guerreiro do reino foi ferido em batalha e isso era algo impossível. Francis nunca foi arrogante, não explicitamente, mas se sentia ultrajado, violado por ter sido atingido. Não era possível que tudo acabaria ali.
– E é por isso que eu preciso de você. Me ajude a te ajudar, rapaz… Veja… Só hoje você me providenciou mil duzentas e cinquenta e seis almas. Sozinho. Em um único dia. Tem noção disso? Eu não estou dizendo que você matou mais de mil e duzentas pessoas, mas você as levou até mim. E é disso que eu preciso. Você vai matar por mim. Eu quero que você siga o seu caminho até o acampamento principal dos bárbaros e mate um por um. Não importa como. E eu quero que você siga até dizimar toda a capital e o reino deles. Eu quero que cometa genocídio e dizime toda aquela raça. E em troca você não será ferido, não adoecerá, não sentirá fome, ou frio, não envelhecerá, não irá morrer. Mas será meu.
Francis ponderou. Será que ela era mesmo capaz de oferecê-lo a imortalidade? A quem o rei tentava enganar? Claro que era.
– Não me venha com falsa nobreza, pois isso é uma coisa que você não é. Há potencial em você, rapaz. Você pode ser o homem mais poderoso que já pisou na terra. – Ok, eu acabo com os bárbaros… Mas e depois?
Ela se aproximou, deu a volta por trás dele e sussurrou passando a mão suavemente na barba do rei.
– Oh, majestade… Depois? Depois vamos nos divertir muito.
submitted by mgramigna4L to EscritoresBrasil [link] [comments]

Contra o Aparthied Anarquista!

Considere as seguintes listas de nomes:
Grupo 1:
-Pierre-Joseph Proudhon; -Josiah Warren; -Stephen Pearl Andrews; -Ezra Heywood; -Anselme Bellegarrigue; -Lysander Spooner; -Benjamin Tucker; -Frances D. Tandy; -John Henry Mackay; -Voltairine de Cleyre (Inicial); -Franz Oppenheimer;
Grupo 2:
-Gustave de Molinari; -Herbert Spencer (Inicial); -Auberon Herbert; -Wordsworth Donisthorpe; -Rose Wilder Lane; -Robert LeFevre; -Murray Rothbard; -David Friedman; -Randy Barnett; -Samuel Edward Konkin III; -Hans-Hermann Hoppe;
O que essas listas têm em comum é óbvio: todos os nomes em ambas pertencem a pensadores a favor de mercados radicalmente livres e da abolição do estado – por isso, é razoável supor que são “anarquistas de mercado”.
No entanto é comum, em grupos de anarquistas que tendem mais à esquerda, que se insista que apenas os membros do Grupo 1 são genuinamente anarquistas, os do Grupo 2 sequer são considerados anarquistas – com base no argumento de que verdadeiros anarquistas não devem apenas se opor ao estado, devem se opor também ao capitalismo. O Grupo 1, nos dizem, é louvavelmente anti-capitalista, e por isso, autenticamente anarquista; mas os membros do Grupo 2 se excluem das fileiras do anarquismo devido a sua defesa do capitalismo (com exceção de Samuel E. Konkin III, que defendia um livre mercado não-capitalista). (Não tenho certeza em que grupo deveriam estar geolibertários como Albert J. Nock e Frank Chodorov, ou pensadores que viviam mudando de ideia, como Karl Hess, por isso deixei seus nomes de fora.)
Não preciso dizer que não sou fã dessa suposta distinção entre “verdadeiros” e “falsos” anarquistas de mercado. Pretendo criticar essa distinção com mais detalhes em uma ocasião futura; nesta, me limitarei a dois pontos principais:
Em primeiro lugar: aqueles que costumam fazer essa distinção sequer são anarquistas de mercado. São geralmente anarco-comunistas ou anarco-coletivistas que consideram que ambos os grupos mencionados acima fazem concessões inaceitáveis ao individualismo econômico. (De fato, eles frequentemente rejeitam até seu favorecido Grupo 1 – com exceção de Proudhon – como “stirneristas”, ainda que a maioria dos teóricos do Grupo 1 tenham desenvolvido seu pensamento independentemente de Stirner; na verdade até mesmo Tucker, o mais óbvio “stirnerista” do grupo, era já um compromissado anarquista de mercado muito antes de conhecer as ideias de Max Stirner.) Quando anarquistas anti–mercado se propõem a decidir quem é e quem não é um genuíno anarquista de mercado, é um pouco como se cristãos passassem a reivindicar o direito de decidir quem é ou não muçulmano de verdade. (Poder-se-ia suspeitar que alguns anarquistas anti-mercado gostariam muito de remover ambos os grupos de anarquistas de mercado, mas as credencias anarquistas do Grupo 1 já estão muito bem estabelecidas para que isso seja uma solução prática.)
Ao invés de procurar a opinião de anarquistas anti-mercado, pareceria mais relevante saber se os pensadores do Grupo 1 consideravam os teóricos do Grupo 2 como companheiros de anarquismo ou não. E de fato, tais eruditos do Grupo 2 como Molinari, Donisthorpe e Spencer em sua fase inicial, foram realmente todos saudados, nas páginas da Liberty (revista do Tucker, órgão chefe do anarquismo individualista americano, que publicou a maioria dos escritores do Grupo 1), como anarquistas – e Herbert como um quase anarquista. (Donisthorpe inclusive escreveu para a Liberty e para o jornal da Liberty and Property Defense League – ligando duas ideologias supostamente irreconciliáveis.) Então, Tucker, o maior porta-voz do Grupo 1 nos Estados Unidos, mesmo sendo certamente crítico de várias posições dos teóricos do Grupo 2, aparentemente não tinha problemas em reconhecê-los como companheiros de anarquismo. (Compare também com a atitude amplamente favorável por parte do mutualista contemporâneo Kevin Carson em relação a rothbardianos e konkinistas.)
Tucker não os chamava assim porque era especialmente generoso com o termo “anarquista”. Pelo contrário, ele negava o termo a anarco-comunistas como Johann Most, Piotr Kropotkin e os mártires de Haymarket; do seu ponto de vista, eram esses, não os spencerianos, os “falsos” anarquistas. Não é necessário dizer que eu não defendo que o exemplo de Tucker neste caso seja seguido; um paroquialismo não é melhor que o outro. Mas o fato de que o editor da Liberty – que sempre chamou sua posição de “Manchesterismo consistente” – se sentia menos próximo dos anarco-comunistas de seu tempo do que dos precursores do “anarco-capitalismo” (pois a visão de Tucker sobre Molinari e sobre os spencerianos radicais é, sem dúvida, o guia mais próximo que temos do que ele pensaria sobre Rothbard, D. Friedman, etc.) diz muito sobre a divisão simplista de anarquistas de mercado entre socialistas e capitalistas. (De fato, os contribuidores da Liberty citavam Spencer com a mesma frequência em que citavam Proudhon; e até Karl Marx reclamou que Proudhon era mais respeitoso com liberais quase anarquistas como Charles Dunoyer, do que com comunistas revolucionários como Étienne Cabet.)
Em segundo lugar: não é nada claro sob quais critérios o Grupo 1 e o Grupo 2 deveriam ser diferenciados. Os defensores da dicotomia insistem que o Grupo 1 é “anticapitalista” e que o Grupo 2 é “pró-capitalista”; mas para que esse seja um indicador útil, é preciso que a diferença seja substancial, não apenas terminológica. O fato de que os membros do Grupo 1 tendem a usar “socialismo” como uma palavra boa e “capitalismo” como uma palavra ruim, enquanto os membros do Grupo 2 tendem a fazer o contrário, não significa muita coisa; pois esses grupos claramente não se referem às mesmas coisas ao usar estes termos. A maioria dos pensadores do Grupo 2 usa “capitalismo” para se referir a um mercado livre sem regulações e “socialismo” para se referir a controle estatal; a maioria dos membros do Grupo 1 usa esses termos de maneira diferente, mas concorda com o Grupo 2 em relação ao apoio a mercados radicalmente livres e à aversão a controle estatal. Nas palavras de Thomas Hobbes: “as palavras são os calculadores dos sábios, que só com elas calculam; mas constituem a moeda dos tolos”.
Dada a enorme variabilidade no uso da palavra “capitalismo”, não adianta basear uma distinção crucial entre pensadores antiestado em uma abstração indefinida chamada de “capitalismo”. É preciso saber que posições específicas deveriam separar os dois grupos. No entanto, é tremendamente difícil encontrar posições que separem estes grupos da maneira desejada.
É a teoria de valor trabalho que os separa? Exceto na medida em que isso se traduza em políticas diferentes, que diferença faz?
É seu posicionamento em relação ao sistema assalariado e a exploração do trabalho pelo capital? Por este critério, os pensadores do Grupo 2, Spencer, Konkin e Friedman, que são a favor da abolição do trabalho assalariado, pertencem ao Grupo 1, enquanto Molinari e Donisthorpe, que defendiam uma reforma nesse sistema para empoderar os trabalhadores, ficariam em algum lugar entre os dois grupos.
É em relação à propriedade da terra e ao aluguel? Se for assim, Spencer, ao negar a propriedade de terra por completo, é mais “socialista” que Tucker e pertence ao Grupo 1, enquanto Spooner, ao apoiar aluguel e propriedade da terra, é mais “capitalista” que Tucker e deve pertencer ao Grupo 2.
É o apoio a agências de proteção privadas? Se for por isso, Tandy, Tucker e Proudhon pertencem ao “pseudoanarquista” Grupo 2, enquanto LeFevre, que rejeitava toda violência, até mesmo para propósitos defensivos, deveria ser transportado para o Grupo 1.
É a propriedade intelectual que separa esses grupos? Por este critério, o fã de PI, Lysander Spooner, teria de ser transferido para o Grupo 2, enquanto a maioria dos rothbardianos atuais, enquanto inimigos da propriedade intelectual, teriam de ser movidos para o Grupo 1.
Seria, então, a posição a respeito da legitimidade dos juros que separaria esses grupos? Bom, talvez de maneira abstrata; mas ambos os lados tendem a prever uma queda drástica no preço dos empréstimos como resultado da livre competição na indústria de crédito; e ambos negam que essa queda chegaria a zero. Os teóricos do Grupo 1 tendem a chamar esse resíduo de “custo” enquanto os do Grupo 2 simplesmente chamam isso de “juros”. Me parece uma posição muito fraca para uma divisão.
Nenhum dos critérios que já vi utilizarem com frequência parece dividir esses grupos da maneira desejada com base em posições concretas. Suspeito que o que de fato motiva os defensores dessa suposta divisão não seja uma diferença de políticas em específico, mas sim um sentimento geral de que a retórica pró-mercado dos membros do Grupo 2 seja um disfarce para uma racionalização das relações de poder que prevalecem no capitalismo corporativo existente, enquanto a retórica igualmente pró-mercado do Grupo 1 – por mais distorcida que seja nos olhos de quem faz essa dicotomia – não tem tal objetivo. Essa percepção se deve, em minha opinião, ao fato de que pensadores do Grupo 2 são mais propensos do que os do Grupo 1 a cair no que Kevin Carson apelidou de “libertarianismo vulgar”, ou seja, o erro de tratar as defesas do livre mercado como se elas justificassem várias características da não-tão-livre ordem atual.
Agora, é bem verdade que o Grupo 2 é mais susceptível a essa tendência infeliz do que o Grupo 1. Porém:
a) poucos teóricos do Grupo 2 cometem esse erro consistentemente;
b) alguns pensadores do Grupo 2 (Konkin, Rothbard nos anos 60 e Hess – se você o considerar do Grupo 2) sequer cometem esse erro;
c) “vulgarizar” não parece ser erro pior, ou razão menor para chutar alguém do clube anarquista do que, digamos, a misoginia e o antissemitismo de Proudhon; e
d) se confundir livre mercado com corporativismo não é razão o bastante para desqualificar anarquistas anti-mercado (que frequentemente parecem cometer o mesmo erro na direção oposta), por que deveria sê-lo para desqualificar libertários vulgares?
Logo, não vejo motivos para aceitar qualquer dicotomia entre os grupos 1 e 2. Todos são anarquistas pró-mercado – com várias virtudes e várias falhas, mas todos camaradas.
Não vejo nem mesmo motivos para separarmo-nos de coletivistas ou anarco-comunistas, que apesar de suas falhas virtudes e discordâncias também são nossos camaradas.
// Tradução de Gabriel Protasiewicz. Revisado por Vinícius Freire. |Artigo Original: http://aaeblog.com/2007/04/01/against-anarchist-apartheid/
Via: Portal Libertarianismo / por Roderick T. Long
submitted by O-Pensador to AnarquismoBrasil [link] [comments]

[Sério] Conflito no trabalho - fui repreendido/ameaçado por um superior hierárquico que nada tem que ver comigo.

Viva, tem-se falado muito de emprego ultimamente aqui no sub. Hoje aconteceu-me algo que me deixou atónito. Arremessa fora por motivos óbvios. Tenham paciência se for longo (o penúltimo parágrafo é conciso).
Ok, então trabalho numa fábrica, contrato a termo incerto (através de agência de trabalho temportário) com o velho pretexto de que tiveram aumento da produção, blá blá blá. A verdade é que ninguém pára lá, seja pelo salário, más condições e, coisa que me apercebi recentemente, pelo constante clima de conflitos laborais. O insulto é normalíssimo, banal e aceite, seja de operários para chefias ou, muito mais frequentemente, das chefias para aqueles.
O meu caso, hoje. Trabalho num posto em que preciso de matéria-prima, no caso, peças metálicas. A logística da empresa é quem é a responsável por abastecer as racks (prateleiras no meu posto) e para tal vai buscá-las ao picking (espécie de armazém mas em prateleiras, por assim dizer, mais à mão para os funcionários da logística). A supervisão directa (o "chefe") exige uma certa produção, conforme os pedidos do cliente. Normalmente é semanal mas temos de dividir aquilo por dias senão é uma desgraça. É comum haver problemas de organização, demasiado comum mesmo e não há dia em que não "entrem no lodo" (ie, incapazes de dar vazão aos pedidos, sobretudo porque não ligam um caralho ao que fazem e não têm consequências). Eu sou um gajo recente e, não sendo o melhor dos trabalhadores, tenho-me dedicado àquilo apesar de não gostar, apesar de ter bem mais formação e capacidades para fazer mais (não me preocupo para já). Com isto quero dizer que de mim só têm boas referências. Não sei bem porquê, ou melhor, sei e já o explico, mas um dos vários supervisores da logística não vai bem com a minha cara apesar de nunca ter falado com o homenzinho na vida. Já outras vezes notei um certo desconforto e picanço dele para comigo mas nunca fiz caso. E isto, a meu ver, acontece porque eu lhe dou trabalho. Com a constante falta de material, eu alerto o meu supervisor e este alerta-o a ele. E o homem, segundo ele, não gosta de receber alertas e mais, é para o lado que dorme melhor. Talvez realmente os alertas perturbem-lhe o sono (os alertas só acontecem dentro do horário laboral e naquele contexto). O certo é que às tantas tenho de ser eu a ir buscar as peças. Não devo ser o caso único, porque nestes dias até colaram lá uns cartazes em que se lê bem que é proibido transportá-las à mão, em certas passagens, sendo da logística ou não. Aqui tenho plena consciência de que não devia nem podia e que se tiver um acidente de trabalho a fábrica fica menos bem e o seguro iliba-se (segundo me disseram). No entanto fi-lo, até porque eram nem meia dúzia e cabiam no bolso. Já o tinha feito antes e com ordens da supervisão, até mesmo o supervisor já o fez numa altura em que, não surpreendentemente, faltava material durante uma inspecção dum gajo "grande" qualquer da empresa-mãe.
(Ok, último fôlego) Hoje terminamos meia hora mais cedo para preencher uns inquéritos de satisfação num outro local, local esse onde o gajo não devia estar. Na prática, já tinha terminado a minha função no posto, estando ainda no horário laboral e nas instalações da empresa. Mal acabei de preencher, ele dirigiu-se imediatamente a mim (no mesmo espaço estava a equipa onde estou, uma funcionária dos RH, pessoal dos escritórios e ainda pessoas externas que prestam serviços -no caso de refeições- à fábrica) e num tom completamente exacerbado pergunta-me quem é que me mandou ir buscar as peças (detalhe: eu levei-as do meu posto, fiz o que tinha a fazer, e trouxe-as de novo. tecnicamente não fui buscar nem levar nada). O objectivo dele era que eu denunciasse a líder da minha equipa, com quem ele tem tido esta semana toda uns stresses (mesmo motivo). Como eu percebi, e quis armar-me em mártir, disse que "ninguém. fui eu que tomei a iniciativa". O gajo ficou ainda mais fulo e cerrou os dentes para não armar um escabeche e disse que ali não havia iniciativas (lol!) e que eu estava proibido (e frisou várias vezes o proibido) de tirar o que quer que seja do picking (prateleiras e menos de dois metros das minhas racks, lol), não se referiu a peças nem especificou outros detalhes apesar de eu já meio descontraído (a trollar, vá) lhe ir perguntando essas perguntas incómodas. Isto tudo enquanto me apontava o indicador e, agora sem exagero, a menos de 20 cm da minha cara. Ora, aqui é que me deixa em dúvida: por um lado não tenho a mínima dúvida de que o intuito era agredir, o que aconteceu na prática foi que me senti humilhado, indignificado e desrespeitado perante não só os meus colegas como as restantes pessoas. Embora tenha muitas mais qualificações e competências para fazer o que estou a fazer, o meu objectivo, já que ali fui parar, era ao menos aproveitar uma oportunidade interna e progredir. Talvez até dentro dum par de anos vir a trabalhar nos depts onde posso encaixar com a minha formação. Como isto me parece ser grave o suficiente, pensei que, formalmente, possa amenizar a coisa e tratá-la como uma repreensão/advertência verbal (no Cód. do Trabalho, isso talvez encaixe na secção do poder disciplinar). Ora, o gajo não sendo meu meu hierárquico superior directo, no meu entender, ele não podia nem devia fazer aquilo. No limite, informava o meu supervisor e este a mim. Ou faria o seu showzinho na presença do meu supervisor. Tenho sérias dúvidas quanto à legalidade disto. Não encontro nada que me diga que uma repreensão como sanção disciplinar exija posterior notificação, amanhã se não me disserem nada vou lá espicaçar o meu chefe e perguntar se não tem nada para mim. Fora deste contexto, o que me ocorre são coisas bem mais graves e sérias que caem já dentro do assédio moral (relembro, o gajo aparentemente não vai comigo mas não há nada que eu consiga identificar que justifique tal acto). E este tipo de agressões são coisas que acontecem diariamente e frequentemente que já são tidas como normativas. A maior parte das pessoas têm escolaridade básica ou nem isso e provêm de contextos socio-económicos "complicados" (no mínimo), talvez não tenham muita oportunidade de escolha e sujeitam-se a coisas dessas. Não quero ser e-rói nem mártir mas não quero deixar o assunto morrer. Pretendo, no mínimo, informar a direcção deste exemplo e da minha insatisfação em ver recorrentemente acontecer com outros colegas sem que nada mude. Não pretendo que o gajo seja sancionado (spoiler: não vai dar em nada, para ele) ou extorquir uma indemnização à empresa. E não sou uma destas florzinhas do politicamente correcto e das micro-agressões e isso. Já aguentei merda a mais lá, que não devia, e se não bater o pé, só tende a piorar.
Ser despedido é o menos (e isto não é orgulho da minha parte). E já que a partir de agora tenho de trabalhar com aquele espírito do deixa andar, quero testar os limites e esticar a corda a ver até onde vai, just for fun. Nunca fui despedido, saí sempre por iniciativa própria, seria interessante e talvez oportuno que acontecesse.
Desculpem o muro e se souberem ou já tiverem passado por algo semelhante e me puderem melhor orientar para levar esta questão internamente e externamente avante, agradeço profundamente.
submitted by hostilizadonotrabalh to portugal [link] [comments]

Mikrogeophagus ramirezi

Mikrogeophagus ramirezi - Ramirezi

Sinônimos

Apistogramma ramirezi Myers & Harry, 1948; Papiliochromis ramirezi (Myers & Harry, 1948); Microgeophagus ramirezi (Myers & Harry, 1948)

Etimologia

Mikrogeophagus : do grego μικρός (mikrós), que significa 'pequeno', e o nome genérico Geophagus .
ramirezi : aparentemente escolhido para evitar confusões porque o nome 'ramirezi' estava sendo usado para o peixe no comércio ornamental antes de sua descrição.

Classificação

Ordem : Perciformes Família : Cichlidae

Distribuição

A maioria da literatura sugere que esta espécie é restrita aos llanos venezuelanos e colombianos da drenagem do rio Orinoco, embora um dos espécimes em nossas imagens seja coletado no rio Purus, um afluente do Amazonas localizado a uma certa distância do rio Orinoco. aquela bacia hidrográfica.
Tipo de localidade é 'Orinoco system, Venezuela'.

Habitat

O Llanos é um vasto sistema de pastagens de savanas tropicais altamente biodiversas, planícies e florestas sazonalmente inundadas que cobrem uma área de quase 600.000 quilômetros quadrados na Venezuela e na Colômbia. Existem padrões climáticos anuais bem definidos com estações úmidas e secas distintas e altas temperaturas durante todo o ano.
Ele está localizado ao norte e oeste do rio Orinoco e drenado por muitos dos afluentes do rio.
Outros peixes que ocorrem na região e estão disponíveis no comércio de aquários incluem Corydoras delphax, Platydoras costatus , Baryancistrus beggini , Hypancistrus inspector , Panqolus maccus , Panaque nigrolineatus , Hemigrammus rhodostomus , H. stictus , Hyphessobrycon sweglesi , Paracheirodon axelrodi , Pristella maxillaris , Copella nattereri , Biotodoma wavrini , Geophagus abalios , Heros severus , Mesonauta insignis , Satanoperca daemon e Uaru fernandezyepezi .

Comprimento Padrão Máximo

35 a 40 mm.

Tamanho Aquário

Um aquário com uma base de 60 a 30 cm ou equivalente é suficiente para um único par.

Manutenção

Desde que haja uma cobertura e estrutura adequadas, esta espécie não é nada exigente no que diz respeito à decoração com vasos de cerâmica, comprimentos de tubagens plásticas e outros materiais artificiais, todas as adições úteis.
Um arranjo de aparência mais natural poderia consistir de um substrato arenoso e macio com raízes de madeira e galhos colocados de tal maneira que se formem muitas manchas e cavernas sombreadas, além de uma ou duas pedras planas ou semelhantes para proporcionar potenciais locais de desova.
A adição de serapilheira seca enfatizaria ainda mais a sensação natural e, com ela, o crescimento de colônias microbianas benéficas à medida que a decomposição ocorre. Estes podem fornecer uma fonte de alimento secundária valiosa para alevinos, enquanto os taninos e outras substâncias químicas liberadas pelas folhas em decomposição auxiliam na simulação de condições naturais.
As plantas aquáticas também podem ser usadas com aquelas de gêneros como Microsorum , Taxiphyllum , Cryptocoryne e Anubias, talvez mais úteis, pois podem ser cultivadas anexadas à decoração, embora nenhuma delas seja nativa da América do Sul.
A filtração, ou pelo menos o fluxo de água, não deve ser muito forte e as mudanças de água muito grandes devem ser evitadas com mudanças regulares de 10 a 15% recomendadas.
Esta espécie nunca deve ser adicionada a aquários novos ou biologicamente imaturos. Quando as condições se deterioram, torna-se suscetível a uma condição semelhante àquela referida como erosão da linha lateral e da cabeça ou buraco na cabeça em outras espécies que inicialmente se manifesta como pequenos buracos formados por carne em erosão ao redor da cabeça e poros da linha lateral.

Condições da Água

Temperatura : 26 - 30 ° C
pH : 4,0 - 7,0
Dureza : 18 - 179 ppm

Dieta

Mikrogeophagus spp. são bentófagas por natureza, normalmente obtendo bocados de substrato que são peneirados para itens comestíveis com o material restante expelido pelas aberturas branquiais e pela boca, embora eles também percorram superfícies sólidas e arrebatem itens diretamente da coluna de água.
No aquário, devem ser oferecidas uma variedade de pratos vivos e congelados, como bloodworm, Artemia , Daphnia , verme grindal, etc., complementados por alimentos de boa qualidade, secos e afundados, de tamanho adequadamente pequeno. Peixes selvagens podem inicialmente recusar estes últimos, mas normalmente aprendem a aceitá-los ao longo do tempo.
Receitas de gelatina caseiras contendo uma mistura de ração de peixe seco, marisco, frutas e vegetais frescos, por exemplo, também funcionam bem e podem ser cortados em discos pequenos usando o final de uma pipeta afiada ou faca pequena.

Comportamento e Compatibilidade

Apesar de normalmente ser vendido como tal, o M. ramirezi não é recomendado para o aquário comunitário em geral, uma vez que requer uma qualidade de água pura e é um concorrente deficiente, embora isso não signifique que deva ser mantido sozinho.
Grupos de pacíficos, characídeos de águas abertas ou similares são particularmente recomendados como companheiros de tanque, uma vez que a presença de pequenos cardumes ou cardumes parece ser usada como um indicador de que não há ameaça imediata nas proximidades e, portanto, pode ajudar a reduzir a timidez.
Certifique-se de pesquisar suas escolhas potenciais em profundidade e evitar peixes territoriais ou agressivos, incluindo a maioria dos outros ciclídeos, e aqueles que requerem água mais dura.
Os juvenis são gregários, mas quando atingem a maturidade sexual, começarão a formar pares dos quais cada um comandará um território com alguns metros de altura ao criar.

Dimorfismo Sexual

Os machos adultos crescem mais que as fêmeas, possuem nadadeiras um pouco mais estendidas e são mais intensamente coloridos.
A maioria das fêmeas possui uma mancha rosada na barriga que está ausente nos machos, embora isto possa não ser o caso em algumas estirpes ornamentais (ver "Notas").

Reprodução

Esta espécie é um spawner de substrato biparental e é melhor reproduzida em uma configuração dedicada, sem outros peixes presentes.
Não parece haver nenhum gatilho específico para o processo de desova, com os principais requisitos sendo boa dieta e rigoroso regime de manutenção. Os ovos podem ser difíceis de levantar e facilmente desenvolver fungos ou não desenvolver, a menos que a água esteja muito limpa e com baixa dureza.
Pares inexperientes podem comer sua ninhada, mas muitas vezes acertam as coisas após algumas tentativas, enquanto o peixe produzido comercialmente (veja 'Notas') tende a ser de qualidade relativamente baixa e pode falhar em fertilizar muitos de seus ovos ou simplesmente consumi-los repetidamente.
A menos que estejam disponíveis adultos sexuados, é melhor começar com um grupo de peixes jovens e permitir que os pares se formem naturalmente, separando-os ao fazê-lo, e recomendamos comprá-los a um criador privado de boa reputação, se possível.
Os ovos são normalmente colocados em uma superfície sólida, como uma pedra plana, um pedaço de madeira flutuante, folhas largas da planta ou diretamente no vidro do aquário, e a desova ocorre em estilo típico com a fêmea colocando uma ou mais fileiras de ovos antes do macho se mover. fertilizá-los, este processo sendo repetido inúmeras vezes.
Se você mantiver os adultos em uma situação da comunidade, recomenda-se remover os tankmates ou os ovos neste ponto, caso deseje aumentar um bom número de filhotes. Tanto o homem quanto a mulher participam igualmente do cuidado de crias.
A incubação é de 2 a 3 dias, após os quais os alevinos permanecem em grande parte imóveis por mais 5 dias, período durante o qual não necessitam de qualquer alimento suplementar. Depois de nadar livremente, eles devem receber microworm, infusórios e outros alimentos microscópicos durante os primeiros 2-3 dias, após os quais alimentos maiores, como náuplios de Artemia, podem ser introduzidos.

Notas

M. ramirezi também é conhecido pelos nomes 'ciclídeo anão' ramirez 'e' ciclídeo borboleta 'e está entre os ciclídeos anões mais populares no hobby aquário.
Como resultado, é produzido em uma base comercial em grande número e um número de cepas ornamentais foram desenvolvidas, incluindo 'ouro', 'long-finned' (tanto azul e ouro formas; também negociadas como 'lyre-tail', ' véu-cauda 'e' hi-fin '),' azul elétrico / neon ',' super neon azul ouro '' pérola / perlmutt 'e' balão '.
Essas formas criadas artificialmente, em particular as últimas, tendem a ser geneticamente fracas, suscetíveis a doenças, exibem períodos de vida encurtados e baixo vigor reprodutivo, além de, em muitos casos, apenas os machos serem distribuídos.
Acredita-se que os hormônios podem ser usados ​​para aumentar a produção e os peixes geralmente são criados em alimentos secos contendo grandes quantidades de proteína e pigmentos carotenóides para acelerar o crescimento e intensificar a coloração.
A forma clássica de 'azul alemão', anteriormente considerada de boa qualidade, também é agora produzida em vários países diferentes e sofreu como resultado.
Embora indubitavelmente de estoque genético superior o peixe selvagem seja mais exigente em termos de condições de água e dieta e indiscutivelmente adequado apenas para aquaristas experientes, portanto é difícil recomendar esta espécie a menos que um criador privado respeitável possa ser encontrado.
O gênero Mikrogeophagus contém atualmente apenas duas espécies reconhecidas. Eles estão separados uns dos outros em um sentido geográfico com M. ramirezi ocorrendo na Venezuela e na Colômbia e seus congêneres M. altispinosa, nativos da Bolívia e do oeste do Brasil. Este último também é um peixe maior e menos colorido, sem marcas iridescentes azuis nas barbatanas, corpo e cabeça.
O agrupamento tem uma história taxonômica confusa com a correta localização e ortografia das espécies-tipo M. ramirezi, uma fonte de confusão por várias décadas antes da publicação de Kullander (2011). Foi descrito como um membro do gênero Apistogramma, mas depois afiliado com o nome Microgeophagus em um livro de aquário de Hans Frey (1957), que não forneceu caracteres diagnósticos e apenas sugeriu que ele pudesse ser colocado naquele gênero no futuro.
O último nome não alcançou aceitação geral até 1971, quando Axelrod o usou em um livro popular sobre a criação de peixes de aquário, embora Klee (1971) tenha rejeitado isso e sugerido que as espécies deveriam ser incluídas no Geophagus . Kullander (1977) descreveu o novo gênero Papiliochromis com P. ramirezi como espécie-tipo e, no mesmo trabalho, considerou o Microgeophagus como um nome indisponível, sem fornecer detalhes precisos sobre o motivo.
Papiliochromis foi aceito tanto na literatura amadora quanto científica até que Bailey e Robins (1982) concluíram que Microgeophagus sensu Axelrod (1971) era o mais antigo nome disponível para um gênero de ciclídeo com A. ramirezi como espécie de tipo e, portanto, deveria ser considerado válido.
Géry (1983, 1986) argumentou que Microgeophagus sensu Frey (1957) é o mais antigo nome disponível para o gênero, enquanto Allgayer (1985) considerou válido Papiliochromis . Kullander (1998) usou Mikrogeophagus , um nome que ele considerou o mais antigo disponível com base em sua inclusão como um nome válido em Jeg har akvarium , um livro de aquário de língua dinamarquesa publicado em 1968, com Microgeophagus sensu Frey (1957), um nomen nudum indisponível diagnóstico e tipo de espécie.
O gênero Mikrogeophagus é, portanto, atribuído a Jens Meulengracht-Madsen, 1968, autor das seções relevantes do livro (foi editado por Schiøtz e Christensen), mas é considerado um ato nomenclatural "involuntário" porque o autor acreditava estar usando uma nome existente.
O Mikrogeophagus, portanto, tornou-se amplamente aceito segundo Kullander (1998), embora alguns autores evidentemente não concordassem.
Após um período de inatividade Isbrücker (2011) reabriu a questão e argumentou que Microgeophagus sensu Frey (1957) é na verdade o nome mais antigo disponível para o gênero, mas isso foi definitivamente rejeitado por Kullander (2011), que publicou uma análise detalhada do nomes genéricos diferentes que foram usados ​​para a espécie, a maioria dos quais derivados de literatura de aquário, ao invés de científica.
Embora Mikrogeophagus é agora geralmente aceite para ser correta as espécies M. ramirezi geralmente aparece na literatura mais antiga como aquário Apistogramma ramirezi , Microgeophagus ramirezi , ou Papiliochromis ramirezi .
O Mikrogeophagus e vários gêneros relacionados são frequentemente incluídos na suposta subfamília Geophaginae. Kullander (1998) realizou um estudo filogenético baseado na morfologia em que os Cichlidae neotropicais foram divididos em seis subfamílias das quais os Geophaginae continham 16 gêneros divididos entre três 'tribos':
Acarichthyini - Acarichthys e Guianacara . Crenicaratini - Biotoecus , Crenicara , Dicrossus e Mazarunia . Geophagini - Geophagus , Mikrogeophagus , ' Geophagus ' brasiliensis grupo, ' Geophagus ' grupo steindachneri, Gymnogeophagus , Satanoperca , Biotodoma , Apistogramma , Apistogrammoides e Taeniacara .
Estudos moleculares posteriores de Farias et al. (1999, 2000, 2001) resultou nas adições de Crenicichla e Teleocichla aos Geophaginae, um resultado apoiado por López-Fernández et al. (2005), que realizou a análise molecular mais detalhada do agrupamento até hoje, incluindo 16 dos 18 gêneros e 30 espécies.
No entanto, suas conclusões sobre inter-relações entre gêneros variaram um pouco das hipóteses anteriores e podem ser resumidas pelos seguintes grupos fracamente definidos:
- um relacionamento de grupo irmão fracamente apoiado entre Acarichthys e Guianacara . - um clado Satanoperca bem suportado, compreendendo Satanoperca , Apistogramma , Apistogrammoides e Taeniacara . - um 'grande clado' com Geophagus , Mikrogeophagus , ' Geophagus ' brasiliensis , ' Geophagus ' steindachneri , Gymnogeophagus , Biotodoma , Crenicara e Dicrossus . - um clado ' crenicarine ' com Biotoecus e Crenicichla .
Nenhum representante de Teleocichla ou Mazarunia foi incluído no estudo, mas o primeiro está bem estabelecido como sisterto Crenicichla, enquanto este último se agrupou estreitamente com Dicrossus e Crenicara em trabalhos anteriores.
As outras principais conclusões do trabalho são a confirmação de que Geophaginae é um grupo monofilético que exibe fortes sinais de ter sofrido radiação adaptativa rápida (diversificação de uma espécie ou tipo ancestral único em várias formas, cada qual adaptativamente especializada para um nicho ambiental específico).

Referências

  1. Anónimo, 1948 - The Aquarium, Philadelphia v. 17: 77 O ciclídeo anão Ramirezi identificado. [ Apistogramma ramirezi é atribuído a Myers & Harry neste trabalho. O autor é anônimo (provavelmente WT Innes). Uma descrição mais completa apareceu mais tarde em Myers & Harry 1948.
  2. Harpaz, S. e D. Padowicz, 2007 - O Jornal Israelita de Aquicultura - Bamidgeh 59 (4): 195-200 Melhoramento da cor no ciclídeo anão Ornamental Mikrogeophagus ramirezi por adição de carotenóides vegetais à dieta dos peixes.
  3. Kullander, SO, 2011 - Zootaxa 3131: 35-51 Nomenclatural disponibilidade de nomes genéricos científicos putativos aplicados ao peixe de ciclídeo da América do Sul Apistogramma ramirezi Myers e Harry, 1948 (Teleostei: Cichlidae).
  4. Morgenstern, R., 2012 - DCG-Informationen 43 (4): 74-82 Microgeophagus , Papiliochromis oder Mikrogeophagus - endlich Klarheit?
  5. Myers, GS e RR Harry, 1948 - Proceedings do California Zoological Club 1 (1): 1-8 Apistogramma ramirezi , um peixe ciclídeo da Venezuela.
  6. Reis, RE, SO Kullander e CJ Ferraris, Jr. (eds), 2003 - EDIPUCRS, Porto Alegre: i-xi + 1-729 Lista de verificação dos peixes de água doce da América do Sul e Central. CLOFFSCA.
  7. Robins, CR e RM Bailey de 1982 - Copeia de 1982 (1): 208-210 O estado dos nomes genéricos Microgeophagus , Pseudoapistogramma , Pseudogeophagus e Papiliochromis (Pisces: Cichlidae).
  8. seriously fish. com
submitted by exo_word to Aquariofilia [link] [comments]

DAY TRADE: MELHORES INDICADORES E ESTRATÉGIAS - YouTube O melhor indicador para Índice e Dólar Melhor indicador para opções binárias 2019 4 indicadores matadores para day-trade - YouTube TOP indicadores para BANCOS  Quais os melhores ...

Os indicadores de desempenho, ou KPIs (do inglês, Key Performance Indicators), são uma forma de medir e avaliar processos considerados “chave” em empresas.Na gestão jurídica, os indicadores de desempenho para escritórios de advocacia são uma boa forma de mensurar produtividade e negócios.. Esse método é cada vez mais utilizado por empresas que buscam alta performance, afinal a ... Os indicadores mais precisos para Forex. Eu apresento a vocês 6 indicadores que você pode encontrar e ativar / desativar as minhas configurações. meu indicadores 6 para negociação automática Bastante sensível e reagir às flutuações de mercado mais leves. Mas, ao mesmo tempo que têm sinais muito precisos. Melhores Indicadores 2019 Opções Binárias Download. Conheça o Melhor Indicador de Opções Binárias do Momento em 2018, Indicador Girassol, Somente Aqui em melhores indicadores 2019 opções binárias download Nosso Site Você Tem o Melhor Conteúdo em Binárias Horario Para Operar Opções Binarias Indicador opções binárias 2019 Declaracao imposto de renda opcoes binarias Trend Line ... Os indicadores de desempenho são essenciais para qualquer negócio — seja on-line ou off-line —, por isso devem ser acompanhados de perto e não podem ser ignorados. Elas servirão para indicar de base para o planejamento e desenvolvimento de promoções para sua empresa. Além disso, deve ser lembrado que os sinais nos prazos de H4 e superiores são mais precisos e lucrativos. Download gratuito Indicadores de ação de preço para MT4 e MT5 . Leia também o artigo "Os melhores indicadores Forex para o MT4" .

[index] [7218] [6593] [2479] [5110] [2278] [7151] [2453] [6854] [1063] [7660]

DAY TRADE: MELHORES INDICADORES E ESTRATÉGIAS - YouTube

Curso de Formação de Traders....https://goo.gl/J8TRaZ Melhor Corretora de Forex...https://goo.gl/89EVpV *AJUDE O CANAL A CRESCER: https://goo.gl/zjpjmB Dê Li... MELHORES INDICADORES PARA GANHAR DINHEIRO COM DAY TRADE - Duration: 10:07. Ports Trader 122,409 views. 10:07. Médias Móveis: Como analisar no gráfico de ações? Curioso com o título do vídeo? Aqui a gente vai falar sobre 4 indicadores que vão te auxiliar na interpretação do mercado, para você otimizar ao máximo suas ... (𝐆𝐑𝐀𝐓𝐔𝐈𝐓𝐎) 𝐂𝐎𝐌𝐎 𝐚𝐧𝐚𝐥𝐢𝐬𝐚𝐫 𝐮𝐦𝐚 𝐀ÇÃ𝐎: https://bit.ly/3g5A8P7 Muitos me perguntam como ... Existem várias ferramentas e indicadores técnicos que mostram a melhor hora de comprar e vender ações. Entenda qual é o mais relevante segundo minha opinião. Assine a Trade 4 Life: http ...

https://forex-portugal.actualporna.eu